Autorretrato tirado por uma das fêmeas do grupo (Fonte da imagem: A macaca)

O fotógrafo premiado David Slater teve uma surpresa muito agradável enquanto fotografava macacos em um parque nacional na Indonésia. Uma das fêmeas do grupo de macacos-pretos, espécie ameaçada de extinção e conhecida por sua curiosidade, se aproximou da câmera e, impressionada com o reflexo do próprio rosto na lente da máquina, acabou, de alguma forma, tirando o autorretrato acima.

Mas o que ninguém esperava era que um internauta levantasse uma questão muito curiosa. Algumas das fotos tiradas pelos símios aparecem online com os direitos autorais atribuídos à Caters News Agency, uma das principais agências do Reino Unido. Porém, de acordo com as leis internacionais, o dono dos direitos autorais de um trabalho criativo é sempre o próprio autor: no caso, a macaca.

É claro que o fotógrafo David Slater deve ter enviado as fotos para a agência e, por isso, os créditos agora pertencem à empresa. Mas, ao interpretar a lei literalmente, o fotógrafo estaria, dessa forma, infringindo os direitos autorais da primata. A nós, resta apenas especular sobre quem venceria essa batalha em um tribunal.

A redação do Tecmundo, em respeito à criatividade dos símios e de outros animais, decidiu creditar o autorretrato à autora, prestigiando assim a arte dessa simpática primata.