Um grupo de cientistas do Department of Energy labs Chemical Sciences Division teve uma descoberta que vai melhorar em muito a velocidade com que carregamos as baterias comuns de ion-lítio: ao utilizar dióxido de titânio como superfície para elas, era possível aumentar consideravelmente a velocidade de carga dos dispositivos.

De acordo com Hansan Liu, um dos líderes da equipe que fez a descoberta, em uma declaração para o Oak Ridge National Laboratory, “podemos carregar nossa bateria em até 50% da capacidade máxima em seis minutos, enquanto outras baterias baseadas em grafite estariam apenas 10% carregadas na mesma corrente”.

A bateria não se resumiu apenas a carregar mais rápido, mas também gera uma descarga consideravelmente maior (256 miliamperes por hora contra os atuais 165). Além disso, o material é bem resistente e permite uma ótima alternativa para o material atual em veículos híbridos e outras aplicações de alto nível.

Embora a descoberta seja revolucionária, o grupo admite que ainda há muito a fazer, pois a criação do material é complexa e ainda são necessárias muitas pesquisas antes de poder determinar se a tecnologia é escalável.

Cupons de desconto TecMundo: