Baterias melhores: uma nova utilidade para o grafeno. (Fonte da imagem: AlexanderAlUS)

Se existe um produto que possui incontáveis possibilidades de uso no mundo da tecnologia, esse é o grafeno. Recentemente, cientistas do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, nos Estados Unidos, elaboraram um nanocomposto usando grafeno e estanho para desenvolver eletrodos mais potentes que os atuais. Esses materiais permitirão a criação de baterias melhores.

Quando aquecido a 300 °C, o estanho se transforma em nanopilares que alargam o espaço entre as camadas de grafeno. Consequentemente, com um maior volume de estanho no eletrodo, é possível um aumento significativo de seu desempenho. Traduzindo: com isso, as baterias serão recarregadas mais rapidamente. Além disso, a flexibilidade do grafeno diminui as chances de desgaste do dispositivo de carga.

Contudo, o estágio de desenvolvimento dos protótipos ainda é bem inicial, pois eles alcançam apenas 30 ciclos de carga – valor bem abaixo das centenas exigidas para uso comercial das baterias. Isso tudo significa que uma série de melhoramentos deve ser implementada nos novos eletrodos de grafeno e estanho para que você tenha uma bateria mais potente em mãos.

Cupons de desconto TecMundo: