Carregar baterias de smartphone "pelo ar" é o futuro. Exatamente: não estamos falando de bases wireless nas quais você repousa o celular para encher a bateria, mas sim da capacidade de ficar com o aparelho no bolso enquanto ele é recarregado. Enquanto, normalmente, seria esperado que as primeiras versões dessa tecnologia nascessem em companhias como Apple e Samsung, quem mostrou uma possível aplicação foi a Disney.

Por enquanto, você precisa morar em uma caixa de metal

A Disney Research, braço de pesquisas da companhia, desenvolveu um sistema wireless volumétrico que pode alimentar diversos dispositivos de uma só vez e sem qualquer fio. Porém, ele ainda tem um 'defeito': só funciona dentro de uma caixa de metal.

Os pesquisadores criaram uma sala com teto, paredes e chão cobertos por painéis de alumínio. No centro, um polo de cobre permite que a corrente faça um loop de energia de 1,3 milhões de vezes por segundo dentro da estrutura — e capacitores no polo central também garantem que o campo elétrico não interfira em outras coisas que estão dentro da sala.

Vídeo do experimento

Para carregar smartphones e tablets, a Disney colocou receptores especiais nos gadgets, que podem fazer uso desse campo magnético. Dentro dessa sala protótipo, os pesquisadores tiveram sucesso em alimentar celulares, ventiladores e até um carrinho elétrico de brinquedo.

Sobre a quantidade de energia liberada, os pesquisadores disseram que o aparato solta 1,9 kilowatts aos gadgets, suficiente para 320 dispositivos USB sem afetar as pessoas dentro da sala.

Em breve, nas lojas mais próximas de você

Veja bem: isso ainda é um conceito, um protótipo. E também não é seguro para humanos ficarem próximos do polo central — cerca de 45 centímetros. Porém, o futuro é lindo: estamos cada vez mais perto de carregar nossos smartphones enquanto andamos pela sala, quarto ou escritório.

Cupons de desconto TecMundo: