Caso o FBI ganhe a batalha legal que trava contra a Apple, alguns dos funcionários da companhia podem pedir demissão para não serem obrigados a desbloquear o iPhone. Segundo o The New York Times, alguns engenheiros do departamento de criptografia já estão cogitando essa decisão caso eles sejam obrigados a comprometer o sistema de segurança do dispositivo.

Segundo as fontes consultadas pela publicação, muitos engenheiros relacionados ao departamento de produtos mobile e segurança e executivos estão cogitando abandonar seus altos salários. A disputa entre a companhia e o governo dos Estados Unidos está relacionada a um smartphone usado por um dos responsáveis por um assassinato em massa ocorrido em dezembro de 2015 em San Bernardino, Califórnia.

“Tal recrutamento é fundamentalmente ofensivo aos princípios centrais da Apple e representa uma grande ameaça à sua autonomia e à de seus engenheiros”, afirmou a companhia em sua mais recente resposta à corte Federal do Distrito Central da Califórnia. Segundo o capitalista de risco Jean-Loius Gassée, o posicionamento reflete uma empresa que ainda é guiada por ideias anti-estabilishment, mesmo estando no coração do rico sistema do Vale do Silício.

“É uma cultura independente e rebelde”, declarou Gassée ao The New York Times. “Caso o governo tente obrigar o testemunho ou forçar ações desses engenheiros, é bom ele rezar para ter sorte com isso”.

E você, o que pensa sobre essa situação? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: