A Apple está enfrentando uma verdadeira tormenta judicial meses antes do lançamento do próximo smartphone. Primeiro, o FBI está no encalço da Maçã para conseguir um software backdoor para desbloquear um iPhone — e se você quer entender toda a história, clique aqui. Agora, de acordo com o The Local, a França está seguindo o mesmo caminho da Agência Federal de Investigação com uma medida que pode fazer a Apple sangrar.

Vamos resumir a figura completa para você entender a medida da França: o FBI, dos EUA, está pedindo para que a Maçã forneça um software para hackear um iPhone. O celular estaria envolvido aos ataques terroristas de San Bernardino, em 2015. A Apple está negando o fornecimento e, ao que parece, conta com o apoio da Google, Facebook, Amazon e Microsoft.

Apenas o dinheiro vai forçar estas companhias poderosas, como Apple e Google, a cumprir decisões

Agora, a França quer a mesma coisa: os dados de todos os iPhones envolvidos com os ataques terroristas que aconteceram no país durante 2015. Já a medida que pretende fazer a Apple sangrar é a seguinte: a companhia de Tim Cook vai ser multada em 1 milhão de euros (mais de R$ 4 milhões) para cada iPhone que o governo pedir acesso, e ela não fornecer.

As informações indicam que o governo francês quer os dados de oito iPhones. Ou seja, se a Apple não cumprir, são R$ 32 milhões em multas.

O outro lado da moeda

Sobre o caso, um dos principais jornais da França, o Le Parisien conversou com o advogado e político Yann Galut, que fez uma interessante observação: "Estamos diante de um vazio jurídico quando falamos sobre encriptação de dados, e isso está bloqueando as investigações judiciais. Apenas o dinheiro vai forçar estas companhias poderosas, como Apple e Google, a cumprir decisões. Elas estão escondidas atrás de uma suposta proteção de privacidade, quando, na verdade, elas são bem rápidas para fazer uso comercial de nossos dados pessoais que coletam".

Isso significa que ainda teremos muita história tanto nos EUA quanto na Europa sobre encriptação, dados pessoais, softwares backdoor e batalhas judiciais durante as próximas semanas. Fique ligado nesta página para acompanhar tudo que está acontece sobre o caso com a Apple.

Quem está certo? Apple ou FBI? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: