A interatividade não é nenhuma novidade dos últimos anos — até como foi possível ver no artigo “Novas tecnologias: Jogos Interativos”. Desde os primeiros consoles, como o Nintendo 8 Bits, vemos acessórios “bizarros” como luvas de movimentos.

Vários anos depois, há o que mais se aproxima ao Project Natal: o lançamento da câmera EyeToy, do PlayStation 2, que captura a imagem do jogador e cria uma interação entre ela e o jogador. Surge também o Nintendo Wii, console que revoluciona com jogos que envolvem movimentações. Hoje não são difíceis as várias “tentativas” com realidade aumentada, o que proporciona uma experiência diferente.

Mas, o anúncio do Project Natal, na E3 (Electronic Entertainment Expo) de 2009, surpreendeu a todos com tamanha revolução no modo de jogar. O conceito “Você é o controle” deixou todos pasmos com a novidade e empolgados para experimentar o novo acessório. (Veja mais no artigo "Microsoft revoluciona a forma de se jogar videogame".)

 

Você é o controle?

O conceito inovador do Project Natal é o fato de não precisarmos mais de nenhum joystick para jogar. Ou seja, para dirigir um carro, você apenas estende as suas mãos e faz os movimentos de um volante. Para lutar, faz a típica posição de luta e começa a golpear os seus inimigos.

Há quem acredite que o sistema seja duvidoso, pois o reconhecimento feito é do seu corpo, sem nenhum tipo de adaptador, localizador, controle ou algo do gênero. Entretanto, o Project Natal já convidou pessoas da mídia (que inclui jornalistas e atores famosos) para testar seu novo sistema inovador e foi comprovado: ele funciona, quase que perfeitamente. Você pode se jogar no chão e fazer o movimento do volante e ainda assim funciona.

Também há outro tipo de críticas, como o fato de ser cansativo usar o seu corpo como controle o tempo todo. A maioria das pessoas que não gostou do Nintendo Wii afirmou que não gosta de ficar se preocupando em se mexer enquanto joga: só querem sentar no sofá e apertar os botões, pois acham muito menos complicado. Até Spielberg afirmou que tinha medo de que os consoles ficassem “complicados demais” para as pessoas conseguirem jogar.

Ok, o Natal é bem inovador. Mas como ele é?

O Nintendo Wii tem o hardware muito semelhante ao console anterior da empresa, o GameCube. Entretanto, foi necessário desenvolver diversas adaptações para que a interatividade fosse possível, de maneira que a Nintendo achou melhor lançar um console totalmente novo.

Essa é uma das diferenças entre o Nintendo Wii e o Project Natal. A novidade da Microsoft será lançada como um acessório para o Xbox 360, não sendo necessário que os jogadores comprem um novo console para desfrutar da nova experiência. O acessório tem cerca de 20 centímetros e é ligado diretamente no console.

Como é o acessório.

 

Por dentro do Natal

O sistema do Project Natal conta com diversos sensores, que rastreiam o corpo como um todo e permitem capturar o jogador, incluindo a sua cabeça, mãos, pés e tronco. A partir da captura, o sistema envia para o console esses dados e cria a interação em tempo real da sua imagem com o console. Assim, quando você chutar uma bola, seu personagem executa a ação.

O Project Natal combina diversos fatores. A sua câmera RGB (1) (padrão de cores para vermelho, verde e azul) é de altíssima qualidade e permite o reconhecimento facial perfeito da pessoa que para em frente ao console.

Também há um sensor de profundidade (2), que permite ao acessório enxergar a sala inteira em três dimensões, em qualquer condição de iluminação. É diferente de outros acessórios semelhantes, que só permitiam duas dimensões, já que não havia a sensação de profundidade como ocorre agora.

Como funciona

O microfone embutido no acessório (3) permite não só a captação de sons e vozes que estão próximas, mas também a percepção do que é apenas um barulho externo, para isolá-lo do funcionamento. Dessa forma, barulhos ao fundo não atrapalham o andamento do Natal. O microfone também é capaz de detectar várias pessoas diferentes em uma sala (só não se sabe se a precisão é perfeita, já que é comum, por exemplo, irmãos com vozes parecidas).

Para que tudo isso funcione da maneira mais correta possível, o Project Natal traz o seu próprio processador e software (4), isolados do console. Dessa forma, ele é capaz de fazer a detecção de 48 pontos de articulação de nosso corpo (5) — um número absolutamente incrível.

Conexão com a Xbox LIVE

Bem, como já ficou bastante claro, o Natal reconhece todos os seus movimentos e voz. E a Microsoft fez com que isso se estendesse também à Xbox LIVE. Como os donos do console já sabem, a LIVE permite que você crie um avatar seu e interaja com outros usuários. E, agora, para fazer login, você só precisa pisar na frente do console e pedir para ele.

Toda a interface desse serviço agora será suscetível aos seus movimentos. Você pode explorar títulos como filmes e jogos apenas dando “tapas no ar” com as suas mãos. Mas, uma das novidades que realmente impressionou foi a possibilidade de conversar com os seus amigos usando videoconferência. Você só precisa pedir para o console ligar para alguém e a conversa começa.

XBox Live

 

Softwares já compatíveis com o Project Natal

É claro que diversos softwares já foram e estão sendo desenvolvidos para o Natal. Em demonstrações nós pudemos ver a interação com Milo, um garoto que parece perceber se você está feliz ou triste. É mais fantástico ainda quando a moça que está experimentando parece entregar uma folha de papel com um desenho para o garoto e isso realmente funciona. Ela também o ajuda em uma tarefa, indo até o lago e mexendo na água como se fosse real.