Já faz tempo que a Microsoft revelou: até o final de junho de 2016, a atualização para o Windows 10 será gratuita para quem tem o Windows 7 ou Windows 8 originais. A desenvolvedora quer que o maior número possível de computadores sejam atualizados e fez boas campanhas para isso. Mas agora, um novo e polêmico relato indica que ela pode estar indo longe demais.

De acordo com o The Inquirer, a Microsoft estaria fazendo o download dos arquivos de instalação do Windows 10 automaticamente nos computadores dos usuários, mesmo sem que exista uma autorização dedicada a isso. A publicação revela que os arquivos podem ter de 3,5 GB até 6 GB e ficam armazenados em uma pasta escondida nos computadores.

Depois de entrar em contato com a Microsoft, o Inquirer recebeu a informação de que nenhuma atualização será executada sem autorização, mas os downloads foram feitos realmente. A desenvolvedora ainda diz que os arquivos foram baixados apenas em computadores que possuem o Windows Update automático.

Mesmo com essas justificativas da Microsoft, a polêmica persiste. Apesar de não haver instalação sem autorização, o download em segundo plano não havia sido revelado previamente e pode ocupar muito espaço nos drives de armazenamento — imagine o que são 6 GB para discos com pouco espaço.

O download automático do Windows 10 é errado? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: