O mais recente sistema operacional da Microsoft resgatou o Menu Iniciar e atribuiu à ferramenta recursos inéditos. Já sabemos, por exemplo, como alterar a cor do mecanismo; personalizar tiles também é possível (veja mais aqui).

Mas como, afinal, criar grupos de aplicativos, nomeá-los e fazer, assim, com que o gerenciamento de programas se torne tarefa ainda mais fácil?

Neste artigo você vai aprender a marcar suas aplicações favoritas e anexá-las ao Menu Iniciar ou à Barra de Ferramentas. Sistema de personalização intuitivo e capacidade para o armazenamento de inúmeros conjuntos de apps são os destaques de mais este novo recurso inaugurado pelo Windows 10.

Clique, segure e arraste

No “Menu Iniciar”, abra a opção “Todos os aplicativos”. Em seguida, clique com o botão direito sobre o programa que deverá estar presente em seu grupo. Serão duas as alternativas: fixar a aplicação em seu Menu Iniciar ou deixar o software cravado junto da Barra de Tarefas para acesso rápido.

Ao escolher a ação “Menu Iniciar”, o app será então alocado para a coluna principal da ferramenta. Deseja criar um grupo de programas para trabalho composto por gerenciadores de documentos? Fácil: adicione o “Word”, por exemplo, ao Menu Iniciar e segure e arraste o programa para a direita; um grupo novo será automaticamente criado. Dê um nome à coluna e repita o procedimento para adicionar mais extensões aos conjuntos.

Edite o nome de suas categorias de aplicativos clicando uma vez sobre o título das colunas e pronto! E que tal deixar o Menu Iniciar maior? Passe o mouse sobre a extremidade da janela até que a seta com ponteiros duplos apareça.

Arraste, assim, a janela para o lado ou para cima e otimize seu espaço de trabalho. Note que opções para execução do software como administrador e até mesmo para a desinstalação do app podem ser acessadas a partir de um clique com o botão direito.

Você prefere o Menu Iniciar do Windows 7 ou do Windows 10? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: