Apesar de um estudo recente ter apontado que praticamente 85% dos novos jogadores de games sociais não retornam ao jogo depois do primeiro dia (além de 95% dos inscritos abandonarem de vez a jogatina em uma média de dois meses), o CEO da Electronic Arts, John Riccitiello, afirmou em uma conferência do All Things D que as coisas não são tão terríveis como está sendo passado para o público.

Segundo Riccitiello, as companhias que estão agora sofrendo com esta "crise" poderão aprender muito com os desafios atuais. Para ele, bons games sociais vêm de um bom entretenimento, e não de um marketing viral ou implorando pela lista de amigos dos jogadores.

No caso, o CEO acredita que os games sociais não estão “morrendo”, mas, na verdade, evoluindo, e a grande lição que as empresas devem aprender é a de que os consumidores não pagarão por lixo. Além disso, Riccitiello também acredita que já existem grandes jogos disponibilizados, como o DragonVale e The Simpsons: Tapped Out.

Fonte: VG24/7

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: