Indo contra o que se esperaria de uma empresa que atua em um mercado cheio de concorrentes, a Uber decidiu inaugurar um site por meio do qual pretende compartilhar dados a respeito do tráfego de seus veículos nas cidades onde opera. De acordo com a companhia, as informações serão anonimizadas para que seus usuários não possam ser identificados. A intenção por trás de revelar esses dados seria ajudar pesquisadores e organizações municipais a melhorar a mobilidade urbana.

Chamada Movement, a página por enquanto está disponível apenas como uma versão inicial, que deve ser aprimorada com o tempo, e é necessário se cadastrar com um email para ganhar a permissão para acessá-la. Nela é possível encontrar dados sobre as viagens feitas pelos carros em serviço, tudo visível em um mapa que inclui não apenas os locais por onde os automóveis passaram, mas também os horários em que a demanda aumenta e diminui e o tempo médio de trajetos entre dois pontos quaisquer da cidade, entre outras coisas.

A plataforma deve ajudar na tomada de decisões sobre mobilidade urbana

A Uber afirma que espera facilitar a vida de pessoas responsáveis por decisões que afetem o transporte de cidades inteiras, não apenas para que façam as melhores escolhas, mas também para que possam facilmente explicar quais são os motivos que as justificam. Inicialmente, somente organizações específicas receberão acesso ao Movement, mas eventualmente o plano é liberar a entrada de qualquer pessoa interessada.

Acesso e privacidade

Por meio da plataforma, é possível fazer o download dos dados tanto junto a uma série de gráficos de tempo quanto em formatos puros, que as organizações poderão inserir diretamente em seus próprios modelos. A Uber afirma que pretende fornecer acesso a essas informações por meio de uma API, mas ainda está “tentando descobrir uma forma de fazer isso com bom desempenho”.

Como seria de se esperar, revelar publicamente informações a respeito de corridas, horários e localização de usuários seria algo extremamente incômodo para os mais preocupados com sua privacidade, mas a empresa reforça que não há motivo para isso. De acordo com a Uber, somente serão oferecidos dados não identificados vindos de regiões que tenham volume suficiente para que corridas individuais não possam ser identificadas em meio às demais.

Em partes das cidades onde ficar determinado que não há informações suficientes para que as identidades de motoristas e passageiros sejam protegidas de forma satisfatória, a companhia afirma que as buscas simplesmente não fornecerão resultados.

Todo mundo ganha

Um dos motivos pelos quais a Uber faz tanto sucesso nos locais onde opera é o fato de que a companhia consegue prever muito bem os locais que têm mais demanda e, assim, direcionar seus investimentos para suprir essas necessidades. Com isso em mente, não seria exagero pensar que a divulgação desse tipo de dado seria quase como abrir mão de uma vantagem competitiva.

A novidade traz benefícios para as cidades e para a Uber também

De acordo com a Uber, a vontade de fazer algum bem nas cidades onde atua é um dos motivos por trás da decisão de lançar o Movement, mas não é o único, já que melhorias na mobilidade urbana também trariam benefícios para a empresa. “Nós não planejamos infraestrutura ou cidades. Nunca vamos fazer isso”, explica Jordan Gilbertson, gerente de produto da companhia.

Como esses aspectos de seu negócio não são controlados diretamente pela empresa, é necessário que ela se esforce para influenciar ativamente sua melhoria. Transporte mais eficiente em uma cidade se traduzirá em um aumento da eficiência da própria Uber, o que trará clientes mais satisfeitos e maior utilização de seus serviços. Além disso, a iniciativa facilitaria a aproximação entre a companhia e as prefeituras das cidades.