Joseph Blatter atualiza o perfil com frequência. (Fonte da imagem: Carlos Jasso/Reuters)

Os ativistas virtuais da Syrian Electronic Army fizeram mais duas vítimas nesta segunda-feira (22): o grupo invadiu o perfil no Twitter do presidente da FIFA, Joseph Blatter, além da página oficial da Copa do Mundo de futebol na rede social.

O perfil do torneio postou um aviso falso de que Blatter, constantemente envolvido em denúncias de corrupção, teria se afastado do cargo por conta das investigações. Já a página do presidente exibia mensagens falsas, incluindo um agradecimento a um príncipe do Catar em troca da garantia de que o país seria sede de uma Copa do Mundo. Ao menos a última parte é verdade: cercado de controvérsias por causa da escolha, o local abrigará o campeonato em 2022.

Poucas horas depois das postagens, todas as mensagens falsas foram deletadas e as páginas voltaram ao normal. Vários perfis que pertencem ao Syrian Electronic Army já foram apagados, mas eles não pretendem parar tão cedo: “You can’t stop us” (“Vocês não podem nos parar”), escreveu o grupo no perfil de Blatter.

Cupons de desconto TecMundo: