Ontem (15) ocorreram as últimas palestras do Let's GO, evento organizado pelo Governo de Goiás através da Secretaria de Gestão e Planejamento.

Entre os convidados que subiram ao palco do encontro, estão Rodrigo Fernandes (executivo de negócios da Microsoft no Brasil), Gustavo Maia (criador do app Colab.re), Ronaldo Lemos (diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro), e muitos outros.

Rodrigo Fernandes, da Microsoft, discorreu sobre a grande transformação digital que ocorre nas cidades, capaz de tornar os municípios mais inteligentes. Como exemplo, foi citada a Microsoft CityNext, plataforma centrada nas pessoas para capacitá-las a fim de tornar as cidades mais seguras, saudáveis e modernas. A iniciativa é um esforço coletivo, com mais de 700 parceiros no mundo, que visa possibilitar que cidades e pessoas realizem os seus potenciais, com foco na sustentabilidade social, ambiental e econômica – acesse aqui o site da Microsoft CityNext.

Apps de impacto social

Quanto às tecnologias de impacto social, o app Colab.re foi um dos grandes exemplos do evento. Eleito como o melhor app urbano do mundo, ele fornece as ferramentas para você registrar irregularidades da cidade onde vive, como buracos em ruas e calçadas, e exigir melhorias. O objetivo é fazer uma ponte entre o cidadão e as cidades, e várias prefeituras do Brasil (como São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba) já acessam o sistema do próprio Colab.re para visualizar essas notificações.

Além de Gustavo Maia (criador do Colab.re), Fernando Sandes, do Onde Fui Roubado, também marcou presença no evento. O Onde Fui Roubado fornece um mapeamento de roubos de várias cidades, de modo que você possa ver quais locais tiveram mais ocorrências e são considerados perigosos. Hoje, mais de 70% dos crimes são subnotificados, e você pode levar até quatro horas para registrar uma ocorrência – algo que é bastante simplificado com o Onde Fui Roubado.

Com aproximadamente 200 mil acessos mensais, o site e o app têm o intuito de monitorar a criminalidade de diferentes regiões, fornecendo informações importantes à polícia para que ações prévias sejam realizadas, coibindo possíveis crimes. Mais um exemplo de aplicações de impacto social é o portal Meu Município (desenvolvido pela Fundação Brava), que disponibiliza os principais dados referentes ao desempenho das finanças dos municípios brasileiros.

Essas informações, que normalmente são difíceis de entender, são organizadas de modo mais simplificado e objetivo no Meu Município, facilitando a compreensão dos cidadãos. Em 2016, o site pretende alcançar 1 milhão de usuários únicos.

O cidadão no comando da cidade

Por último, Ronaldo Lemos, diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro, falou sobre o aumento da participação cívica com o advento da internet. Entre os exemplos citados por ele, está a cidade de Washington (Estados Unidos), que hoje oferece um sistema para os cidadãos avaliarem os serviços públicos prestados. Desse modo, o governo da cidade cria um ranking do que é mais bem avaliado e pode identificar os pontos positivos e negativos.

Outro exemplo citado por Lemos é uma iniciativa federal dos Estados Unidos, o site Challenge.gov. Nesse portal, o governo disponibiliza vários concursos para que os próprios cidadãos americanos criem soluções para o governo com premiações bem generosas – algumas podem passar dos US$ 100 mil. Basta acessar o site, conferir os projetos para se envolver e apresentar a solução. 

Você utiliza algum tipo de app ou tecnologia em prol de melhorias da cidade em que vive?  Comente no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: