Um grupo de estudantes da Universidade de Leicester, no Reino Unido, mostrou que é teoricamente possível a construção de uma calça movida a bateria que permite que as pessoas andem em paredes ou mesmo no teto, mesmo que apenas por um curto período de tempo.

A mecânica da calça funciona junto com uma bota acoplada quando se está em contato com a parede ou com o teto. Portanto, os alunos fizeram os seus cálculos pensando que apenas uma bota suporta todo o peso do corpo da pessoa e também do próprio dispositivo da calça.

O segredo está no vácuo

Cada bota possui um isolador de borracha ligeiramente levantado nas beiradas que cria uma cavidade quando a pessoa coloca o pé em uma superfície. Através do vácuo desta cavidade, a bota ficaria presa firmemente à superfície de maneira semelhante a dispositivos de sucção.

Ao fazer os cálculos básicos sobre a área da sola, bem como o peso da pessoa e o dispositivo propriamente dito, os alunos concluíram que o gerador de vácuo seria necessário reduzir a pressão do ar debaixo da bota para aproximadamente 18,5 kPa em comparação com o ambiente circundante. E esse número pode ser criado por um aspirador comum.

As restrições

Segundo os estudantes, o principal problema com a construção dessas calças não estaria no gerador de vácuo, mas na maneira de ligá-lo efetivamente. Devido às limitações de peso, os alunos dizem que as calças que desafiam a gravidade poderiam ser alimentadas por uma bateria por apenas de 20 minutos antes de que fosse preciso realizar outra recarga. Assim, outra alternativa seria a de extrair a energia da rede elétrica, mas isso iria restringir o movimento da pessoa.

Como o dispositivo cria uma pressão mais baixa do que o ambiente, as calças não iriam funcionar no espaço, onde a pressão já está perto de um vácuo perfeito. As pressões negativas são possíveis em líquidos — que é o recurso pelo qual as árvores muito altas levam água para todas as suas folhas, mas com gases isso é impossível. Assim, uma solução alternativa seria a utilização de geradores magnéticos, em vez de geradores de vácuo.

Cupons de desconto TecMundo: