A boa notícia para a comunidade de segurança é que a Casa Branca pode trazer uma regulamentação parecida com a GDPR (Regulamento Geral de Proteção de Dados) para os Estados Unidos.

Caso você não saiba, a GDPR é uma nova lei europeia que entrou em vigor nas últimas semanas. Ao reforçar as proteções de dados dos cidadãos da Europa, todas as empresas de pequeno, médio e grande porte terão que investir em cibersegurança. E não são apenas empresas locais: companhias de todo o mundo que têm negócios com a Europa precisarão se adequar. Ou seja, a mudança é global.

O assessor especial do presidente norte-americano Donald Trump, Gail Slater, está buscando regulamentações que possam ser aplicadas nos Estados Unidos no que toca proteção de dados

De acordo com a União Europeia, o Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia (RGPD ou GDPR) substitui a Diretiva de Proteção de Dados e serve "para harmonizar as leis de dados privados por toda a Europa, para proteger e empoderar a privacidade de todos os cidadãos, além de reorganizar a maneira como companhias lidam com dados privados".

Segundo o Axios, o assistente especial do presidente norte-americano Donald Trump, Gail Slater, está buscando regulamentações que possam ser aplicadas nos Estados Unidos no que toca proteção de dados. Reuniões com empresas e executivos da indústria da tecnologia já estariam sendo realizadas.

  • Ainda não há uma informação oficial de que os Estados Unidos vão formalizar uma "GDPR" por lá, mas esta é a tendência global, como notado anteriormente

Cupons de desconto TecMundo: