Embora possa parecer, iniciativas que trabalham com a realidade virtual não surgiram nos últimos anos. Experimentos dotados dessa tecnologia existem desde a década de 70.

Contudo, é inegável que esse mecanismo de imersão na apresentação de conteúdos audiovisuais voltou a ganhar força recentemente, especialmente ao longo de 2014. Prova disso foi a enxurrada de óculos de VR que encontramos na CES 2015.

Essa variedade de modelos e o maior número de aplicações que aparecem a cada dia mostram que esse tipo de equipamento já deixou de ser uma tendência para ser uma realidade, que se aproxima da nossa rotina a passos largos. Confira a seguir uma seleção com alguns dos óculos de realidade virtual em alta no mercado.

Oculus Rift

A Oculus VR abriu uma campanha no Kickstarter no ano de 2012 para financiar o seu projeto em realidade virtual, batizado de Oculus Rift, que acabou sendo um dos precursores nessa nova onda de VR. A companhia obteve sucesso, e o projeto decolou, tanto que em julho de 2014 o Facebook comprou a desenvolvedora por US$ 2 bilhões.

Project Morpheus

Em março do ano passado, a Sony aproveitou a Game Developers Conference para anunciar o Project Morpheus, os seus óculos de realidade virtual que deverão se tornar um acessório do PlayStation 4 e os consoles sucessores da marca. De acordo com a empresa, o equipamento está em desenvolvimento desde 2010.

Samsung Gear VR

Com os óculos de realidade virtual invadindo diversos segmentos do mercado de eletrônicos, a Samsung não poderia ficar de fora. A companhia sul-coreana investiu na criação do Gear VR, que teve suas vendas iniciadas em dezembro de 2014 por US$ 199, sendo compatível apenas com os portáteis mais modernos da marca, como o Galaxy Note 4. Recentemente, foi anunciada uma segunda versão do Gear VR compatível com o Galaxy S6.

Beenoculus

O Beenoculus é um projeto totalmente brasileiro: idealizado, projetado e fabricado em terras tupiniquins. O equipamento esteve em exibição na CES 2015 e também chamou atenção durante a Campus Party no mês passado. Um dos diferenciais do eletrônico canarinho é o seu foco na área educacional, promovendo formas mais interativas para crianças, adolescentes e adultos aprenderem sobre os mais variados assuntos.

HTC Re Vive

Quem imaginaria uma parceria entre a HTC e a Valve para produzir óculos de realidade virtual? As empresas pegaram a grande maioria dos consumidores e das mídias de surpresa ao revelar o Re Vive logo na abertura da MWC 2015, no início de março de 2015. Além da tradicional imersão em jogos, esse dispositivo prometer reduzir algo ainda muito comum durante o uso desse tipo de equipamento: a sensação de náusea.

Microsoft HoloLens

A Microsoft quis ir além da realidade virtual e no começo deste ano anunciou o HoloLens, óculos que combinam ainda as tecnologias de realidade aumentada e de holografia. Ele funciona como um verdadeiro computador holográfico e possui elementos de um desses, incluindo CPU, GPU e processador holográfico.

Google Cardboard

Você tem interesse em ter seus próprios óculos de realidade virtual, mas acha os modelos apresentados até aqui muito complexos ou caros? Uma alternativa para você é o Cardboard, projeto da Google com o intuito de popularizar essa tecnologia. Para tanto, a Gigante de Mountain View bolou esse equipamento, que tem toda a estrutura feita de papelão.

OSVR

Outra grande empresa a entrar no embalo da VR foi a Razer, com o OSVR, dispositivo que tivemos a oportunidade de experimentar na CES 2015. Como era de se esperar com base no histórico da desenvolvedora, esses óculos de realidade virtual são destinados para o público gamer e pretendem revolucionar a forma como jogamos.

FeelReal

E se além de entrar em mundo virtual tridimensional, pudéssemos sentir cheiros presentes nesses ambientes simulados? Essa é exatamente a proposta do FeelReal, modelo anunciado na GDC 2015 que foi inspirado nos cinemas 4D que surgiram alguns anos atrás. Com ele, você estaria jogando ou assistindo a algum filme, e, então, essências são ativadas para fazer com que a sensação de imersão seja ainda maior.

ANTVR

Apesar de os produtos chineses muitas vezes serem desmerecidos, existem tecnologias e projetos muito bacanas sendo desenvolvidos por lá. Um desses casos é o ANTVR, equipamento similar ao Oculus Rift, mas que é acompanhado de uma arma — fazendo dele um acessório muito interessante para jogatinas, principalmente de títulos de tiro em primeira pessoa. Confira aqui o hands-on que fizemos dele na CES 2015.

Pinc

Nós já comentamos sobre óculos de realidade virtual para serem usados em computadores, video games e smartphones com Android. Para aqueles que sentiram falta de exemplos para os celulares da Apple, nós temos o Pinc, que é compatível com o iPhone 6. O que mais chama atenção nele é a portabilidade, já que as dimensões são apenas um pouco maiores do que as de um case.

AirVR

Ainda abordando os eletrônicos da Maçã, se você possui um iPad mini, o AirVR pode ser uma maneira interessante de incrementar sua experiência com o tablet. Esse projeto também foi financiado pelo Kickstarter, e as doações para garantir uma unidade eram de US$ 49. O aparelho ainda não tem uma data exata para ser distribuído.

.....

E assim encerramos a nossa lista de óculos de realidade virtual. É válido salientar que esses são apenas alguns exemplos, os mais famosos e interessantes com os quais nos deparamos nos últimos meses. Contudo, é possível encontrar inúmeros modelos similares com os mais variados preços e disponibilidades.

Cupons de desconto TecMundo: