(Fonte da imagem: Divulgação/Sony)

Em conferência de imprensa realizada no noite de hoje (18), durante a GDC 2014 (Game Developers Conference), a Sony anunciou um novo acessório para o PlayStation 4. A novidade em questão são os óculos de realidade virtual “Project Morpheus”, uma espécie de Oculus Rift para o PS4. 

Segundo Shuhei Yoshida, presidente mundial da Sony, o projeto vem sendo trabalhado pela companhia japonesa desde 2010, quando os primeiros protótipos foram desenvolvidos tendo ainda como foco o PlayStation 3. À época foi utilizada uma versão em primeira pessoa do game God of War 2 como base de testes. 

“A indústria está crescendo e com isso está criando novas possibilidades para os jogadores”, explicou o executivo. “Avanços que as pessoas não imaginavam hoje são possíveis. O PlayStation está focado em levar essas experiências inovadoras para os jogadores”, completou.

A cabeça é o novo controle (Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

A próxima novidade é a realidade virtual

Antes de apresentar o novo aparelho, Yoshida falou sobre os trabalhos de pesquisa para se chegar ao resultado revelado na noite de hoje. Segundo ele, desde 2010 a companhia trabalha em protótipos voltados para essa finalidade, alguns deles grandes e desajeitados. 

Em outro momento ele exibiu imagens antigas de uma versão do game God of War 2 em primeira pessoa. Além disso, alguns protótipos combinaram ainda os recursos do PlayStation Move. Todo esse trabalho resultou no novo dispositivo chamado inicialmente de Project Morpheus.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Project Morpheus

Antes de revelar o novo produto, a Sony deixou claro que a versão apresentada no palco da GDC 2014 na noite de hoje é um protótipo. Por conta disso, antes de sua chegada ao mercado, podem haver modificações tanto no seu visual quanto em suas funcionalidades recursos.

“Nós acreditamos que o Morpheus vai melhorar a experiência do PS4, integrando-se com a PlayStation Camera e o PlayStation Move”, revelou Yoshida. Nós continuaremos melhorando esse protótipo a partir das impressões que teremos dos desenvolvedores”, completou. Ele acrescentou ainda que demonstrações da nova tecnologia estarão disponíveis durante o evento.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Como o Project Morpheus vai funcionar?

Para explicar mais detalhes sobre os novos óculos de realidade virtual da Sony, Richard Marks, diretor sênior de pesquisa e desenvolvimento da empresa, veio ao palco. Segundo ele, o novo acessório será utilizado para jogos e outras atividades. Marks acrescentou ainda que até mesmo em projeto com a NASA a companhia vem trabalhando. 

Para que o produto seja bem-sucedido em sua chegada ao mercado, a Sony vai focar inicialmente em seis áreas: visão, audição, monitoramento, controle, facilidade de uso e conteúdo. Para ele, a experiência da empresa com a parte óptica vai dar ao acessório uma grande vantagem no quesito visão.

Contudo, a peça-chave no processo parece ser o rastreamento de posição. Segundo Marks é esse rastreamento o verdadeiro coração da realidade virtual. Entretanto ele vê as tecnologias disponíveis na PlayStation Camera e no DualShock 4 como diferenciais nesse quesito.

Desenvolvedoras parceiras no projeto (Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

A facilidade de uso também foi apontada como outro fator fundamental. “O consumidor terá que conseguir à loja, comprar um, ligá-lo e fazê-lo funcionar com facilidade”, destacou. Marks acrescentou que o produto deve ser confortável e que não requeira instalações de drivers ou configurações mais trabalhosas.

Um olhar sobre o Project Morpheus, segundo a Sony 

  • Realidade virtual é um meio, não um periférico
  • Reconhecimento de presença é a chave
  • Jogos são apenas um dos tipos de conteúdo
  • As emoções são ampliadas
  • As experiências são sociais
  • Deve ser facilmente utilizável por todos

Novas regras: sua cabeça é o controle

Anton Mikhailov, engenheiro de software sênior na SCEA R&D, classificou o Project Morpheus como um “killer app” – produto capaz de mudar por completo um segmento do mercado.

“Para manter os jogadores imersos por mais tempo, os desenvolvedores de jogos e os engenheiros da Sony devem manter a latência baixa, as taxas de frames altas, com tudo bem calibrado renderizando imagens limpas. O áudio 3D fecha o pacote”, revelou.

O engenheiro destacou ainda que o Morpheus é muito confortável de ser utilizado, é ajustável e permite que os fones de ouvido sejam plugados diretamente na unidade. Além disso, os enjoos causados pelos movimentos também foram reduzidos – um problema comum aos óculos de realidade  virtual. 

Por fim, ele acrescentou que o Morpheus é capaz de exibir imagens em 1080p em um campo de visão de 90 graus. Geoff Keighley, via Twitter, revelou ainda que segundo alguns desenvolvedores que testaram a novidade, a fidelidade de imagens é superior à do Oculus Rift. Em se tratando de jogos, para a GDC 2014 alguns demos jogáveis estarão disponíveis: The Deep, The Castle, Eve Valkyrie e Thief.

Project Morpheus: status atual do projeto

  • Exibe imagens com resolução 1080p
  • Frequência de 1.000 Hz
  • Imagens em 360 graus
  • Campo de visão maior que 90 graus
  • 3 metros cúbicos de volume
  • Pode ser usado com óculos
  • Aceita fones de ouvido sem fio
  • Compatível com controles DualShock e PS Move
  • Sem data de lançamento prevista
  • Sem preço definido

Cupons de desconto TecMundo: