(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

As coisas não andam muito bem para a Hewlett Packard. A companhia vem enfrentando uma séria crise financeira. Segundo a nova CEO da empresa, Meg Whitman, os lucros só vão voltar a ser perceptíveis a partir de 2014, quando o plano de reestruturação proposto por ela finalmente vai dar resultado. Até lá, a HP luta para se manter estável.

A empresa já perdeu mais de um terço do seu valor de mercado desde 2010, quando valia cerca de US$ 104 bilhões. Atualmente, o valor de mercado da HP gira em torno de apenas US$ 30 bilhões, sendo que as ações da companhia caminham para o menor valor de mercado dos últimos nove anos, o que é uma queda considerável para um período tão curto.  

Parte desse problema é decorrente do aumento do interesse pela computação móvel. O movimento liderado pela Apple e o seu iPad fez a busca por computadores pessoais diminuir drasticamente.

Reestruturação

A CEO Meg Whitman assumiu a missão de comandar uma reestruturação da companhia, diversificando a área da atuação da HP. A empresa pretende investir pesado no mercado coorporativo, onde vai enfrentar rivais de peso como Dell e IBM. Parte da reestruturação da HP também prevê a demissão de 29 mil funcionários, cortes severos de custos em todos os setores e a entrada no mercado de smartphones.

Parte dos problemas da HP atualmente é decorrente de más decisões tomadas no passado, como a compra da Palm, que custou aos cofres da empresa alguns bilhões de dólares e colocou em jogo a credibilidade da empresa frente ao mercado financeiro.

Fonte: Reuters

Cupons de desconto TecMundo: