Uma análise feita nos Estados Unidos revelou que a aquisição de novos smartphones vem perdendo o apelo junto a parte dos consumidores, que preferem ter seus dispositivos atualizados por mais tempo, aumentando assim o ciclo de duração. De acordo com o estudo conduzido pela Chetan Sharma Consulting, usuários que antigamente trocavam de aparelho a cada dois anos estão mudando de comportamento.

“Os consumidores pagam o preço cheio por novos telefones celulares, então, ele os tratam como a aquisição de computadores e ficam com eles por mais tempo”, afirmou o presidente da companhia, Chetan Sharma, em entrevista ao New York Post. Segundo ele, em vez de comprar um novo gadget a cada dois anos, usuários prolongam a duração dos seus aparelhos por meio de atualizações de software.

iPhoneAos poucos, a aquisição de novos aparelhos vem perdendo espaço para as atualizações.

A exceção a esse novo comportamento é a chegada de aparelhos de alguma forma inovadores, como é o caso do iPhone X. Para ele, esse tipo de estratégia das companhias, de apresentar produtos diferenciados, pode devolver os consumidores ao “tradicional” ciclo de dois anos.

Outro analista aponta que as empresas têm entendido essa nova tendência e, assim, vêm oferecendo programas de troca em que os consumidores podem pegar um novo aparelho a cada novo lançamento. “As empresas deram início a programas de mercado nos quais você pode trocar o seu telefone e ficar atualizado sempre que um novo aparelho é lançado”, comenta o editor do site SaveOnPhone.com, John Oldshue. “Isso alivia a ânsia por atualização de algumas pessoas.”

Será que tais esforços serão suficientes para trazer de volta os usuários a um ciclo de apenas dois anos entre uma troca de celular e outra? Ou, diante das limitações físicas do mundo, produtos mais duráveis são uma saída mais viável e sustentável? Deixe a sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: