Esqueça o que você já leu sobre as técnicas de invisibilidade serem limitadas a partículas em escala atômica. Novos projetos de universidades da China e de Cingapura mostram que é possível aplicar invisibilidade a seres animados — animais domésticos, nos dois casos —, fazendo com que eles fiquem camuflados por trás das estruturas criadas nos laboratórios.

Não estamos falando de capas mágicas como as mostradas nos filmes e livros de Harry Potter, mas sim de materiais que criam camadas capazes de tornar invisíveis os objetos que estiverem atrás delas. Para isso, o “dispositivo de invisibilidade” utiliza um conjunto de vidros comuns, que refrata e dispersa a luz, fazendo com que os materiais não sejam mais visíveis.

Com seis pedaços de vidro, os cientistas desenvolveram câmaras hexagonais ocas que podem criar “disfarces” de visão em seis diferentes direções. Nos vídeos (o que pode ser visto nesta notícia e o que pode ser visto por este link), você pode perceber que as imagens são bloqueadas e os dois animais mostrados ficam completamente invisíveis — pelo menos as partes que estão atrás das paredes de vidro criadas nos laboratórios.

Somente a cabeça do peixe é visível no momento (Fonte da imagem: Reprodução/Wired)

O que os olhos humanos veem é a luz completamente refratada, como se estivessem realmente observando o que está atrás da estrutura. O grande trunfo do hexágono de vidro é o fato de ele não deixar as imagens mais escuras, o que pode ajudar em esquemas de segurança — esse, segundo os pesquisadores, é o grande objetivo do sistema.

Cupons de desconto TecMundo: