Os fatos mais curiosos sobre Plutão, de acordo com a NASA

2 min de leitura
Imagem de: Os fatos mais curiosos sobre Plutão, de acordo com a NASA
Imagem: NASA/JHUAPL/SwRI
Avatar do autor

Até a visita da espaçonave New Horizons em 2015, Plutão era visto apenas como um planetinha coberto de gelo e isolado nos confins do nosso Sistema Solar.

Mas após as primeiras imagens enviadas pela sonda, o planeta anão descoberto em 1930 mostrou que era muito mais do que apenas gelo girando no espaço. Com dunas, montanhas e vulcões, Plutão é uma joia no Cinturão de Kuiper.

Veja quais foram as descobertas mais incríveis sobre Plutão!

Água Líquida

Ao contrário do que se pensava, de acordo com as observações da New Horizons, abaixo de todo aquele gelo pode existir água líquida. Os cientistas afirmam que essa água seja oriunda do processo de formação do planeta anão.

Ilustração de como seriam as camadas de PlutãoIlustração de como seriam as camadas de PlutãoFonte:  NASA/James Tuttle Keane 

E isso pode estar interferindo em outros processos no planeta, como por exemplo, a força do movimento de marés causado por Caronte, maior satélite natural de Plutão.

O coração de Plutão

Plutão possui uma vasta geleira de nitrogênio de milhões de quilômetros quadrados, que tem um papel fundamental na manutenção da atividade do planetinha. A interação entre Caronte, a maior lua de Plutão e a geleira, Sputnik Planitia, gera uma força de marés tão forte, que, ao longo dos milênios, foi capaz de interferir no eixo de rotação do planeta.

Os cientistas afirmam que esse deslocamento do eixo pode ser contínuo conforme tenha mais deposição de gelo na superfície da Sputnik Planitia, sendo que a existência de água líquida, também tem papel fundamental nesse fenômeno.

Um recorte do coração de Plutão.Um recorte do coração de Plutão.Fonte:  NASA/James Tuttle Keane 

As Dunas

De acordo com os dados da sonda, o planeta também possui dunas, resultado dos ventos gerados pelo movimento do coração gelado no planeta e as partículas oriundas das montanhas de gelo ao redor da Sputnik Planitia.

Ao invés de grãos de areia como estamos acostumados a ver, os cientistas acreditam que as dunas são formadas por grãos de gelo de metano.

Plutão é um planeta geologicamente único.Plutão é um planeta geologicamente único.Fonte:  NASA/JHUAPL/SwRI 

Criovulcões

Outra curiosidade sobre Plutão, é que ele possui vulcões, mas ao invés de expelir lava superaquecida, os cientistas dizem que eles já expeliram uma espécie de criolava lamacenta e fria. Eles também afirmam que algumas dessas substâncias eram ricas em amônia, o que conferiu a cor avermelhada a algumas regiões.

Wright Mons e Piccard Mons, as maiores montanhas do planeta possuem dois poços que podem ter sido vulcões de criolava.Wright Mons e Piccard Mons, as maiores montanhas do planeta possuem dois poços que podem ter sido vulcões de criolava.Fonte:  NASA/JHUAPL/SwRI 

Não se sabe se Plutão ainda é vulcanicamente ativo.

As surpresas de Plutão

Graças a esses achados, os cientistas afirmam que Plutão ainda tem muito a revelar. Graças a possibilidade de água líquida, supõe-se que o planetinha ainda seja tectonicamente ativo, mudando constantemente seu relevo, assim como, ainda é possível se notar algumas células de calor ativas.

Plutão é surpreendente em toda sua formação geográfica e composição. Ele se mostrou totalmente o oposto do que imaginávamos para um planeta que mal recebe luz solar, e que foi nomeado em homenagem ao deus romano do submundo. Apesar de ser um mundo frio e distante, ele se mostrou muito rico, e de certo modo, vivo.

Fontes