(Fonte da imagem: Reprodução/The Next Web)

O smartphone da Jolla, empresa formada por ex-membros da Nokia, movido pelo seu novo sistema operacional, o Sailfish, será lançado dia 27 de novembro na Finlândia. O aparelho será inicialmente vendido na loja da operadora DNA, em Helsinque, e ainda não há previsão de quando o dispositivo deve chegar a outros países. O gadget deve custar € 399 (aproximadamente R$ 929).

Após alguns acordos realizados pela fabricante, a empresa garantiu que as pessoas que comprarem seu primeiro smartphone não vão sofrer com falta de conteúdo. A startup finlandesa de dispositivos móveis fechou um contrato para utilizar os dados de mapas do serviço Here da Nokia, o que significa que os compradores terão ao seu dispor informações detalhas de localização em 190 países.

Além disso, o aparelho também não sentirá falta de software, já que a companhia revelou que há planos de incluir acesso à app store para Android da Yandex, a gigante russa da web. A parceria vai colocar cerca de 85 mil aplicativos à disposição dos usuários do Sailfish, incluindo programas famosos como Skype e Twitter. Com esses dois acordos, a Jolla está quase pronta para sua estreia – falta apenas enviar o aparelho inaugural para as operadoras internacionais.

Novas águas

O Sailfish OS, que dá vida ao smartphone sem botões, é baseado no Mer (que, por sua vez, deriva do MeeGo), um sistema operacional open source que pode ser encontrado em uma série de aparelhos, que vão de celulares a dispositivos domésticos inteligentes. Com a compra a Nokia pela Microsoft, a Jolla espera atrair os consumidores finlandeses.

O gadget deve contar com uma tela de 4,5 polegadas com resolução de 960x540, 16 GB de armazenamento interno, uma entrada para cartões micro SD e uma câmera de 8 MP. Ele também terá compatibilidade com 4G e uma bateria substituível, o que não é algo mais tão comum com relação aos smartphones mais atuais.

Cupons de desconto TecMundo: