O ato de colocar uma ou várias câmeras em um veículo pode ter muitas motivações. Pode-se estar querendo registar indesejáveis acidentes, gravar o seu cão muito alegre quando vai passear ou fazer isso simplesmente por ser um russo. Mas a principal razão provavelmente deve ser a segurança e a praticidade que estes equipamentos podem proporcionar na hora de estacionar o carro. É para contemplar principalmente estes dois aspectos que o conceito de Surround View foi inventado e está próximo de fazer parte de nossas vidas.

A ideia não é exatamente nova e é fácil de entender. Câmeras são posicionadas nos quatro lados do veículo e utilizadas para capturar tudo o que acontece ao redor do carro. Até aqui poderíamos pensar que o Surround View é uma extensão da prática de posicionar o equipamento na traseira do automóvel com o simples intuito de ajudar na hora de estacionarmos.

Porém, depois de coletadas, as imagens são processadas e uma visão “de cima” do automóvel é construída a partir delas e exibida em um monitor no painel do veículo. O objetivo é ajudar a prevenir acidentes e auxiliar o motorista a estacionar o carro. O vídeo a seguir mostra um bom exemplo de aplicação do conceito.

Posicionamento das câmeras

Para o correto funcionamento do sistema, as câmeras precisam estar estrategicamente posicionadas. Dessa forma, a imagem construída a partir da captura, em alguns casos, consegue abranger até 360° ao redor do veículo.

Uma delas fica localizada na parte frontal e pode perfeitamente se esconder entre as grades de ventilação presentes na maioria dos carros. Outras duas câmeras ficam posicionadas nos retrovisores e apontadas para o exterior do veículo. Esses duas peças são as responsáveis por construir a maior parte da imagem resultante do processo.

Por fim, uma câmera é instalada na parte traseira do carro, completando o conjunto de equipamentos utilizados para a construção da imagem final. As figuras a seguir mostram o posicionamento das lentes em um sistema chamado de ASL 360.

Aplicações

Além dos já mencionados benefícios na hora de estacionar e prevenir pequenos acidentes, o Surround View pode ser utilizado em outros nichos, oferecendo várias vantagens em sua utilização. Veículos grandes e compridos, utilizados na construção civil e agricultura, poderiam tirar proveito desta técnica para cobrir seus pontos cegos e ajudar na realização de manobras e posicionamentos precisos.

Veículos de emergência, tais como ambulâncias, carros de bombeiros e viaturas policiais, poderiam aproveitar sistemas de prevenção de acidentes, que seriam utilizados quando estes automóveis precisassem se deslocar rapidamente para os locais de ocorrência. O mesmo vale aqueles utilitários usados no transporte público, que também precisam ser ágeis e precisos.

Embarcações e balsas equipadas com câmeras também se beneficiariam muito com o Surround View que poderia oferecer uma visão mais ampla na hora de manobrar e posicionar os barcos.

Integrando com outras tecnologias

O Surround View é uma ótima ideia, mas pode se tornar melhor ainda se for integrada a outras técnicas de auxílio ao motorista. Especialmente desenvolvido para ajudar no momento de estacionar o carro, uma espécie de sonar pode ser posicionado ao redor do veículo, indicando, através de avisos sonoros, a proximidade dele com outros objetos.

Sistemas de controle autônomos, que transformariam os carros em verdadeiras máquinas automáticas, também poderiam substituir a ação humana nos casos em que os veículos estivessem em alta velocidade e detectassem objetos muito próximos.

Não é para qualquer um... Ainda.

A ideia é realmente muito boa e pode ter aplicações verdadeiramente úteis, mas ainda hoje é difícil achar modelos de carros que venham integrados com o Surround View. E, quando um desses é encontrado, geralmente são aqueles exemplares caros de marcas também não muito baratas.

Nos Estados Unidos, uma decisão do departamento americano de trânsito instituiu que, até 2018, todos os veículos que saírem de fábrica deverão ter uma câmera de ré instalada. Essa obrigação nos leva a crer que todos ou muitos desses carros também trarão um computador de bordo, o que será um passo a mais para a implementação do Surround View, que apenas exigiria o posicionamento de mais algumas câmeras.

Como o país norte-americano é o palco para muitas ideias que acabam chegando por aqui, é possível que daqui a alguns anos também possamos estar vendo obrigações como essas sendo impostas no Brasil. Dessa forma, sistemas como o Surround View deixam de ser apenas boas ideias e passam a beirar a realidade para todos nós.