A Apple está entre as principais empresas de tecnologia do mundo todo, e trabalhar em um lugar como esse é o sonho de muitas pessoas. Existem várias histórias e relatos, positivos ou negativos, sobre como é ser empregado da Apple e todo o tipo de pressão que cargos específicos atribuem aos funcionários. Afinal de contas, participar de projetos que pretendem mudar ou impactar o modo como nos relacionamos com tecnologia não é algo simples e fácil de ser feito – espera-se muito de todos.

A empresa possui a reputação de desenvolver os seus projetos de modo extremamente secreto, justamente para proteger os seus planejamentos, e vários funcionários não têm conhecimento total sobre o que estão trabalhando até que suas atividades sejam reunidas com o todo. Um desses casos é o desenvolvimento do próprio iPad – muitas pessoas só descobriram que projeto haviam participado quando Steve Jobs fez o anúncio do primeiro iPad.

Todas essas características fazem com que dezenas de pessoas se perguntem como é, de fato, trabalhar na Apple. Hoje, reunimos aqui no TecMundo algumas opiniões, listadas no Business Insider, de funcionários e ex-funcionários da Maçã que podem contar um pouco dos bastidores da companhia (algumas histórias são mais recentes e outras datam do período de Steve Jobs). Então, vamos lá:

1 – A primeira regra da Apple é não falar sobre a Apple

Funcionários da sede da Apple em Cupertino dizem que é comum que as pessoas não falem expressamente que trabalham na empresa. Justan Maxwell, ex-designer de interface de usuário, diz que a ideia geral é que você faz parte de algo muito maior do que você próprio e que tudo que é dito na companhia não deve ser repassado para outras pessoas (sejam ideias, novas técnicas, tudo é fruto do trabalho pelo qual você é pago e para o sucesso da Apple).

Não é como se houvesse um tipo de regra dizendo isso, porém é algo subentendido. Outro funcionário anônimo disse que há um grande senso de lealdade à Apple e que muitas coisas sobre o trabalho não são ditas em público devido ao fato de você não saber com quem realmente está conversando, por isso há um nível maior de proteção.

2 – O café é incrível

De acordo com um funcionário anônimo, existem muitos aspectos incríveis de se trabalhar no Apple Campus, e o café certamente é um deles. “O Apple Campus é um lugar maravilhoso, um prédio enorme ao redor de outro edifício central com um gramado, calçadas e cafeterias incríveis!”. Segundo ele, as pessoas podem escolher entre diferentes tipos de alimentos para almoçar, como sanduíches, sushis ou comidas mexicanas – tudo para fazer com que os funcionários trabalhem com 100% de eficiência.

3 – Emails que não têm hora para chegar

Segundo Nitin Ganatra (ex-diretor de apps do iOS), é comum receber emails a qualquer horário (e é esperado que eles sejam respondidos prontamente no caso de membros do alto escalão). Ganatra diz que emails são encaminhados por funcionários em horários improváveis, como às 2h45 da madrugada ou até mais tarde, e que chefes e executivos dão retornos nesse mesmo horário – algo que não é exclusivo de dias específicos, porém que ocorre todas as semanas.

Don Melton (ex-diretor de tecnologias de internet) diz que, quando alguém vem ao escritório dele para falar que quer ser um executivo, ele pergunta: “você dormiu bem a noite passada?” Se responderem positivamente, ele diz então: “ótimo, pois essa foi a última noite que você conseguirá dormir bem se se tornar um executivo”. 

4 – Trabalho nos domingos?

As segundas-feiras são dias de reuniões executivas na Apple e, por isso, é comum que os executivos e demais funcionários trabalhem no final de semana. Melton também diz que é comum não desgrudar do celular e do computador nos domingos, independente do que você deseje fazer. Contudo, de acordo com ele, quando The Sopranos passava na TV todos podiam relaxar, pois Scott Forstall (um dos principais engenheiros da Apple) estava vendo o episódio.

5 – É prioridade do Steve

O ex-designer da Apple, Chad Little, diz que quando se estava desenvolvendo em um projeto em que Steve Jobs não estivesse envolvido diretamente, meses seriam necessários para concretizá-lo. Já se você trabalhasse com Steve, tudo seria realizado o mais rápido possível. As portas se abriam e todos agiam em conjunto, com funcionários desesperados para entregar tudo a tempo e de modo eficiente.

6 – O sigilo faz parte da cultura da Apple

No primeiro tópico, falamos que os funcionários não costumam dizer para pessoas fora do trabalho sobre o que é desenvolvido na Apple. Acontece que isso também ocorre dentro da própria empresa. O ex-engenheiro e arquiteto de soluções Dave Black diz que o sigilo não é algo exclusivo para o público, pois ocorre internamente também. Você não fala com os outros sobre o projeto em que está trabalhando a não ser que eles realmente precisem saber.

7 – Um ambiente tenso?

De acordo com um funcionário anônimo, trabalhar na Apple em Cupertino é estar preparado para sofrer todo tipo de tensão diariamente. Segundo ele, o ambiente é como uma panela de pressão, e toda a comunicação é unidirecional – e sem abrir margens para argumentação.

Trabalhar duro, além do horário de trabalho, estar disponível a todo o momento e não reclamar são características esperadas das pessoas envolvidas nos principais projetos (o que pode ser muito estressante para bastante gente).

Afinal de contas, se o trabalho é pesado demais para você, existem pelo menos outros 10 profissionais qualificados que fariam de tudo para serem funcionários da Apple. Do lado positivo, ele disse que há ótimas comidas, o café (como já mencionado) e o fato de você poder se vestir casualmente todos os dias.

8 – Padronização em todas as lojas

O nível de padronização das lojas da Apple é tão alto que todas as mesas, independente do lugar no mundo, são feitas de madeiras colhidas na mesma época do ano para que possuam tons de cor semelhantes. Além disso, Steve Jobs costumava ir às lojas para observá-las de perto e ver se os estabelecimentos seguiam os mesmos padrões. Um ponto interessante é que os funcionários que trabalham no varejo passam por um processo chamado get shirtified – que quer dizer que eles foram encamisados e que vestem a camisa da empresa.

9 – A contradição da Apple

Para TC Dotson (funcionário não identificado), trabalhar na Apple é ver um monte de contradições diariamente. Enquanto existem pôsteres com o slogan Think Different por todos os cantos, há várias restrições e regras extremas que você deve seguir e nem sequer pode contestar. Segundo ele, a Apple se importa com a própria imagem acima de tudo.

10 – O trabalho em grupo é em grupo mesmo

Brandon Carson diz que, durante o período que em que trabalhou na Apple, precisava apresentar os seus projetos para a equipe envolvida e que todos os colegas poderiam dar palpites significativos sobre o que ele estava fazendo. “No começo, eu achava isso um tanto negativo, pois estava acostumado a trabalhar sozinho. Mas no final do dia a colaboração do grupo consegue garantir um produto melhor...”, afirma Carson.

11 – Uma cultura de saúde

De acordo com outro funcionário anônimo, as pessoas na Apple são muito mais atléticas do que em outras empresas de tecnologia. Muitos dos funcionários participam de maratonas, triátlons, andam de bicicleta regularmente, e por aí vai. Segundo ele, isso é especialmente interessante se você está acima do peso, pois é mais fácil se estimular com tantas pessoas que praticam exercícios físicos constantemente ao redor. 

12 – Viva a casualidade

Assim como em outras empresas do ramo, as pessoas se vestem de modo muito mais casual na sede da Apple. Não é necessário usar roupas sociais e/ou caras para impressionar, já que os próprios chefes não ligam para essas características (segundo os funcionários, você nem consegue perceber o quão ricas são algumas pessoas lá dentro, já que se vestem de forma tão simples). Com um ambiente mais despojado, você pode ficar mais à vontade para ir ao trabalho como quiser e, consequentemente, se sentir melhor para produzir mais.  

Cupons de desconto TecMundo: