(Fonte da imagem: MHP Books)

As editoras segmentadas em ebooks passam por maus bocados perto da Apple, pois são “apequenadas” pela dominação que a companhia tem no mercado digital. A única a competir em pé de igualdade com a empresa de Steve Jobs nesse ramo é a Amazon. Mas o Departamento de Justiça dos EUA propôs o fim dos contratos exclusivos da Apple com as grandes editoras e outras restrições que a empresa vinha praticando no mercado. A decisão prevê o redirecionamento de apps de ebooks rivais, como a citada Amazon, às lojas virtuais dos livros.

Os reguladores norte-americanos acusam a Apple de conspirar para acabar com o domínio da Amazon nesse segmento. A empresa de Steve Jobs teria aumentado o preço de alguns livros eletrônicos que custam US$ 9,99 no app da Amazon para até US$ 14,99, criando assim uma situação anticompetitiva no mercado.

No relatório oficial da proposição do Departamento de Justiça norte-americano, o promotor auxiliar Bill Baer disse que “sob a proposta do departamento, a conduta ilegal da Apple será encerrada, e a empresa e seus executivos seniores serão impedidos de conspirar para demover a competição no futuro”.

A audiência para discutir as restrições está agendada para o dia 9 de agosto.

Cupons de desconto TecMundo: