Philip Schiller revelando detalhes do novo iMac no dia 23 de outubro de 2012. (Fonte da imagem: Noah Berger/Bloomberg via Getty Images)

Em entrevista para o site TIME, Phil Schiller, vice-presidente sênior de marketing da Apple, repreendeu os fabricantes de computadores por sua relutância em acabar com o que ele considera tecnologias "velhas".

Uma das críticas feita pelo executivo da Maçã foi diretamente para as empresas que ainda insistem em tentar promover algo que já teria passado da sua utilidade para esse tipo de equipamento, mais especificamente os leitores de mídias ópticas.

Para ele, a decisão da empresa de remover a unidade óptica da sua mais recente versão do iMac foi acertada, pois permitiu que o design do produto ficasse mais fino e elegante — o que seria um dos diferenciais do computador de mesa da Apple. Além disso, Schiller mencionou que sem o driver de CD e DVD existe um fator mecânico a menos que pode apresentar problemas.

O executivo disse que os seus “concorrentes estão com medo de remover” esse tipo de tecnologia e que a tendência é uma conversão para a transferência e armazenamento de dados na nuvem. Obviamente, ele se referia ao iTunes e o iCloud, serviços da marca baseadas no cloud computing.

Os comentários de Schiller praticamente liquidaram com qualquer possibilidade de que os computadores e notebooks da Maçã adotarem um leitor de Blu-ray (se é que alguém ainda acreditava nisso).

Fonte: TIME

Cupons de desconto TecMundo: