Em uma declaração publicada na última segunda-feira (5), o CEO da Apple, Tim Cook, afirmou que a empresa está ajudando as autoridades do Reino Unido a lidar com os recentes ataques registrados no país. O posicionamento da empresa surge após a primeira ministra, Theresa May, exigir que novas regulamentações digitais entrem em ação para o combate de ações extremistas.

“Estamos colaborando com o governo do Reino Unido não somente em questões relacionadas à aplicação de leis, mas também a alguns dos ataques — e eu não posso falar disso de forma detalhada”, afirmou Cook à Bloomberg. O executivo afirmou que a companhia sempre está pronta a atender pedidos da polícia, contanto que eles sigam os devidos processos legais em suas requisições.

Embora companhias como a Apple usem soluções de criptografia em seus mensageiros, Cook esclareceu que elas ainda podem ajudar autoridades através da divulgação de metadados. Isso não significa a divulgação das mensagens em si, mas sim a possibilidade de ver o contexto no qual elas se encaixam.

Diante dos três ataques terroristas recentes registrados no Reino Unido, o governo conservador local tentou passar leis que, hipoteticamente, poderiam forçar empresas a quebrar seus protocolos de criptografia. O projeto não chegou a ir muito longe, e as discussões sobre o assunto só devem ser retomadas após o final das eleições gerais da região.

Cupons de desconto TecMundo: