Uma patente registrada pela Apple em setembro de 2015 foi aprovada pelo governo norte-americano e pode deixar você muito empolgado com o futuro dos teclados ou absolutamente decepcionado. O documento prevê um notebook com a parte inferior completamente lisa, sem teclas ou partes móveis. Nesse caso, o teclado seria “virtual”, e as teclas não teriam nenhuma movimentação.

Grosso modo, digitar em Macbooks do futuro poderia ser muito parecido com a experiência que se tem em iPads atualmente, o que pode ser classificado como “bem ruim” na maioria das vezes. Claro que você consegue escrever umas frases aqui e ali no tablet, até um post mais ou menos no Facebook, mas é preciso admitir que digitar um texto inteiro em uma tela não é nada agradável.

Retorno tátil

Contudo, um computador da Apple com teclado que siga essa patente tem um potencial interessante. A empresa detalha no texto que a superfície do teclado ofereceria um retorno tátil para o usuário, dando a impressão de que ele de fato está apertando um botão, por menor que seja a profundidade do mesmo.

Vale destacar ainda que não podemos duvidar que a Apple entregaria uma sensação minimamente agradável com um teclado totalmente touch como o dessa patente. O touchpad do Macbook de 12’’, por exemplo, não tem nenhum botão, mas, quando você pressiona o dedo com mais força nele, é impossível distinguir a sensação da que se tem apertando um botão real.

Teclado personalizável

O mais interessante dessa patente não é nem o fato de as teclas físicas desaparecerem e serem embutidas em uma só superfície plana. A patente prevê a possibilidade de o usuário reconfigurar o esquema das teclas.

Ou seja, você conseguiria escolher entre o padrão internacional, o brasileiro, o russo, o chinês ou qualquer outro no mesmo computador. Com isso, os tempos de fabricar um teclado diferente para cada país estariam no fim. Essa configuração ainda possibilitaria incluir um teclado numérico em um dos lados do touchpad também, dando mais versatilidade ao usuário avançado.

Haveria uma série de microperfurações com retroiluminação que permitiriam ao computador “desenhar” as teclas

Ainda assim, a superfície de um computador com essa tecnologia não poderia ser considerada uma tela. Haveria uma série de microperfurações com retroiluminação que permitiriam ao computador “desenhar” as teclas na superfície do teclado.

Por fim, vale lembrar que isso ainda não passa de uma patente registrada, e a Apple pode demorar muitos anos até implementar tal tecnologia em seus computadores. A empresa pode até nunca usar isso de fato.

Você compraria um Macbook com um teclado totalmente touch? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: