Amazon

Ícone de Amazon
1.272 notícias  publicadas

História da Amazon

Em Julho de 1994 nascia, nos Estados Unidos, a Amazon. O fundador, Jeff Bezos, passou por alguns nomes antes de decidir o título de seu negócio. No início, a ideia era que o site se chamasse Cadabra, o que foi desencorajado por poder soar como “cadáver” em uma ligação telefônica, por exemplo.

A denominação oficial, Amazon, surgiu de uma referência ao Rio Amazonas, o maior do mundo em extensão e em fluxo de água por vazão. Para Bezos, a loja online também precisava ser a maior em seu segmento.

O início do empreendimento foi modesto, na garagem do empresário. A princípio, foram comercializados apenas livros.

Sucesso imediato

Em seu primeiro mês, a Amazon já conseguiu demanda de todos os cantos dos Estados Unidos, além de pedidos internacionais. Em 1997, fez oferta pública de ações e passou a ter acervo online com mais de 2 milhões de títulos. 

Amazon como conhecemos

Foi apenas em 1998 que a loja virtual passou a comercializar produtos diversos, como CDs, DVDs, brinquedos e eletrônicos. No ano seguinte, o marketplace foi lançado. Agora, era possível vender de terceiros. Para cada venda via Amazon, o parceiro precisava pagar uma taxa. 

Atualmente, a empresa se expandiu e atua não apenas em vendas, mas também em produções próprias. Em 2005, surgiu a assinatura premium, Amazon Prime. A partir daí, a companhia investiu também no Amazon Video, plataforma de streaming de filmes e séries. Atualmente, a corporação de Jeff Bezos aposta em conteúdo original, acirrando cada vez mais a concorrência com a Netflix.

Faturamento

A varejista norte-americana emplacou um impressionante faturamento de US$ 232,9 bilhões em 2018. A empresa é considerada a mais valiosa do mundo, sendo avaliada em US$ 840 bilhões, superando veteranas como a Microsoft.

Ver mais notícias

PUBLICIDADE