É um consenso entre a maioria dos gamers: o Windows XP, além de ser mais leve para o uso cotidiano, é muito mais eficaz para jogos e aplicativos pesados, principalmente aqueles que lidam com objetos tridimensionais.

Se você também acredita nisso, mas não consegue abrir mão das praticidades e vantagens do Windows Vista, aproveite, pois nós preparamos as melhores dicas para liberar os recursos que são sugados e deixar o seu computador voando baixo, principalmente com os seus jogos favoritos!

Atenção

Queremos frisar que em momento algum mostraremos modificações pesadas ao sistema de arquivos do Windows (como edições manuais de entradas e registros ou mudanças em arquivos cruciais), apenas os caminhos para que você mesmo possa fazê-las e, preferencialmente, de modo seguro.

Há uma razão para isso. Em primeiro lugar, cada computador possui seus próprios programas e serviços, de acordo com as suas configurações de Hardware, portanto criar um guia certeiro é praticamente impossível. Em segundo lugar, qualquer erro na edição destes documentos pode acarretar na perda de vínculos até mesmo para a inicialização, o que exigiria a reparação de sistema. É realmente necessário saber o que se está fazendo.

Independentemente do nível de dificuldade dos passos a serem executados, todos serão acompanhados de descrições detalhadas e imagens, portanto todos podem tentá-los.

Pronto para tornar seu Windows mais leve e mais apto a rodar seus jogos com perfeição? Então vamos lá!

Novatos

Mudanças e ajustes leves que podem fazer toda a diferença

Esta seção é dedicada a alterações simples que qualquer um pode realizar em seus computadores, bastando seguir os passos e as imagens colocadas abaixo. Elas, no máximo, alteram a aparência do seu Windows ou desligam algum programa da inicialização, o que pode ser rapidamente desfeito.

Nada será perdido ou danificado. Sendo assim, se você não sabe o que está fazendo, ou tem medo de estragar o PC, atenha-se a esta seção.

Mais memória, de graça!

Ativar o readyboost é muito fácil!Os preços das memórias RAM já estiveram bem mais altos, mas se mesmo com as quedas você não puder comprar mais, há uma alternativa que muitos desconhecem: o ReadyBoost, um recurso que só precisa de um PenDrive ou cartão de memória para aumentar a quantia de memória disponível em seu computador.

O que ele faz na realidade é aproveitar o espaço livre no seu dispositivo portátil como mais uma fonte de recursos. Ativá-lo é muito simples. Apenas plugue o dispositivo de armazenamento pela USB e, na janela que se abre para perguntar o que fazer, selecione a opção “Acelerar meu sistema”.

Será realizado um teste rápido para verificar se o espaço disponível no dispositivo é suficiente para a função (prefira pendrives formatados e vazios). É claro que o recurso não é tão eficiente quanto a memória “de verdade”, mas já dá uma boa ajuda em casos pesados. A taxa ideal entre memória RAM e flash é de 1:1.

Alternativamente, para os casos em que a janela de ação não é aberta, você pode ir até “Meu computador”, clicar com o botão direito sobre seu dispositivo, selecionar “Propriedades” e navegar até a guia ReadyBoost para ativá-lo.

Eliminando a carga extra e a perfumaria

Como o desempenho é nosso foco, desativaremos alguns dos recursos de visualização do Vista, deixando tudo livre para os jogos. Em primeiro lugar, configuraremos as janelas para mostrarem apenas ícones, e não miniaturas (evitando sobrecargas e leituras). Clique com o botão direto do mouse sobre “Computador” e abra a opção “Proteção do sistema”, que fica à esquerda da janela.

Na guia avançado, Clique sobre as configurações de desempenho e desmarque “Mostrar miniaturas ao invés de ícones”. Na mesma tela, desligue também “Animar janelas ao minimizar e maximizar” e “Esmaecer ou deslizar menus para exibição”.

O próximo passo é desativar a barra lateral do Windows. Clique com o botão direito do Mouse sobre o ícone que fica na direita da barra de ferramentas, conforme mostrado abaixo, e vá até “Propriedades”. Nesta tela, desmarque a caixa “Iniciar a Barra Lateral quando o Windows for iniciado”. Para fechar a barra em si, clique novamente com o botão direito sobre o ícone e selecione “Sair”.

Para retorná-la ao seu devido lugar, vá ao Painel de Controle > Propriedades da Barra Lateral e retorne as configurações ao normal. Agora, se não conseguir viver sem ela, ao menos evite os aplicativos de leitura de uso de CPU. Eles são pesadíssimos e apenas o atrapalharão!

Desfragmentando e limpando seu disco rígido

De nada adianta ter dezenas (ou centenas) de GB livres em seu disco rígido se os dados (e suas respectivas partes) estiverem todos espalhados pela sua superfície — exigindo mais tempo de varredura e deslocamento — algo que aumentaria em muito o tempo de leitura e de abertura dos dados em questão.

Para reorganizar tudo em seu devido lugar, é essencial realizar a desfragmentação de disco de tempos em tempos. Para acessar a ferramenta que já acompanha o Windows Vista, abra o Menu Iniciar > Todos os programas > Acessórios > Ferramentas do Sistema > Desfragmentador de Disco.

Janela do desfragmentador

Nele, marque todos os discos que deseja desfragmentar e inicie o processo. Apenas tenha em mente que, dependendo da quantidade de arquivos, este procedimento pode levar muito tempo (pense em horas). Uma boa dica é agendar, pela própria tela do aplicativo, novas operações, evitando que a bagunça se acumule ao longo do tempo.

Uma dica valiosa: quando você for abrir programas e seções conhecidas do Windows, simplesmente pressione a tecla Windows (com a logomarca do Windows) e digite o que deseja, como Word, Painel de Controle, Bloco de notas ou ainda “Limpeza de Disco”, para esta parte do tutorial. Ela serve também para você localizar documentos.

Aprenda a navegar mais rápido com este atalho

Com esta etapa fora do seu caminho, é hora de partir para a limpeza efetiva de disco. Para isso, siga novamente até o Menu Iniciar > Todos os programas > Acessórios > Ferramentas do Sistema > Limpeza de Disco, ou repita a dica acima, trocando de alvo para a busca.

A tela do programa de limpeza embutido no Windows Vista é dividida em duas abas. Pela primeira você escolhe o que deseja limpar do seu disco. A maioria das caixas de seleção é completamente inofensiva, envolvendo miniaturas geradas, conteúdo temporário de internet e a própria lixeira.

Ao lado de cada uma delas é exibido o tamanho ocupado em disco. Já mais abaixo, o total que será liberado com todas as caixas marcadas sendo excluídas juntas.

Tela de limpeza de disco

Na segunda aba, “Mais Opções”, fica um atalho para a desinstalação de programas (que pode ser acessada pelo Painel de Controle) e uma opção de limpeza para os pontos de restauração de sistema, deixando intacto apenas o mais recente gravado.

O que acontece é que vários estados do seu computador passam a ser armazenados na memória (mais abaixo você aprenderá como desativar este recurso de proteção), ocupando enormes quantidades de espaço no seu disco. Com tudo pronto e selecionado, clique em “Ok” e confirme a limpeza, ela demorará apenas alguns instantes.

Limpando a inicialização de sistema

Vai dizer que não é irritante quando o sistema se inicia e você tenta acessar algum programa, mas nada responde na tela porque nem tudo foi carregado ainda?

Estes programas — que vão “aparecendo aos poucos” quando o computador liga — residem na inicialização e, além de atrasarem o arranque inicial, conseguem também sugar memória de modo desnecessário (você não precisa do MSN, do verificador da Nero ou do atualizador da Apple rodando o tempo inteiro em plano de fundo).

Desativá-los é muito simples. Pressione as teclas Windows+R para abrir a caixa “Executar” e nela digite “msconfig”, confirmando em seguida. Será aberta a caixa de configuração de sistema. Na sequencia, vá até a aba “Inicialização de Programas” e desmarque os programas visivelmente desnecessários.

Configure e limpe sua inicialização

Bons exemplos de programas que podem ser removidos com segurança são: iTunes, QuickTimes, gerenciadores da família Adobe, Acrobat, Skype e Live Messenger. A dica aqui é identificar os programas que não precisam carregar com o computador. E lembre-se, nunca remova ou desmarque seus antivírus e sistemas de proteção da lista!

Assim que o computador for reiniciado, aparecerá uma caixa o informando das mudanças realizadas. Não se esqueça de marcar o espaço de seleção para que ela não volte a aparecer na próxima reinicialização. Outra possibilidade é que apareça uma mensagem de “programa bloqueado na inicialização”, que se trata da mensagem citada acima. Libere-a e realize os procedimentos descritos.

Retirando os sons de alerta

Pode parecer uma medida banal para muitos, mas se seu perfil é de Gamer, você sabe que todo recurso que for desviado do jogo tem seu preço no desempenho final. Cada Byte aliviado da memória ou ciclo do processador conta.

Para retirar a reprodução de sons de alerta do computador, vá até Painel de Controle > Som > Sons e selecione a opção “Nenhum Som”, como na imagem abaixo.

Sem sons e mais rápido

Desativando o Aero Glass – PCs com placas OnBoard

Se você possui uma boa placa de vídeo, ignore esta etapa completamente, uma vez que para este caso não há qualquer efeito no desempenho (o Windows já desativa o Aero Glass automaticamente quando o game é aberto).

Outra dica que também vai além dos seus games é desabilitar a interface gráfica Aero, no Windows Vista. Para isso, clique com o botão direito do mouse sobre qualquer área livre do seu Desktop, e selecione a opção “Personalizar” pelo menu contextual.

Na janela que se abrirá, clique sobre “Cor e aparência da janela” e desmarque a opção “Habilitar transparência”, como demonstrado abaixo. Assim a aparência do Windows Vista é mantida, mas com mais performance.

Esta etapa é praticamente ineficaz para jogos

Se quiser uma medida ainda mais drástica, na tela de “Personalizar” opte pela guia “Temas” e selecione o estilo antigo do Windows. Ele não é belo, mas é extremamente leve. Esta dica é útil apenas aos donos de computadores com placas de vídeo OnBoard, uma vez que, diferentemente do Windows XP, o Vista consegue utilizar a sua placa de vídeo para produzir os efeitos.

Intermediárias

Etapas simples, mas a maioria afeta a proteção do computador ou limita funções

Os procedimentos listados a seguir não oferecem qualquer tipo de risco imediato para o seu sistema, mas sim reduções graduais nas defesas do Windows contra ataques de vírus, hackers e também contra possíveis falhas de arquivos (sistema de ponto de restauração), além de desligarem outras funções.

Se você tem um pouco de experiência com a manutenção da sua máquina e se entende bem como funcionam os programas do Windows, pode se arriscar.

Desative a proteção de sistema

De tempos em tempos, o Windows Vista gera os chamados pontos de restauração. Eles funcionam como imagens do sistema, salvando suas configurações e arquivos em determinados períodos de tempo. Em caso de falhas e erros, basta acessar o sistema para restaurar tudo a um passo anterior.

O problema é que isso consome uma enorme quantia de espaço em disco e uma fatia considerável de memória. Para desligar o processo retorne à guia de proteção do sistema (clique com o botão direto do mouse sobre “Computador” > “Proteção do sistema”), mas siga para a aba que leva o mesmo nome.

Seu PC não vai mais ter volta, mas será bem veloz

Nela, apenas desmarque as letras das unidades encontradas e confirme a ação clicando em “Ok”.

Finalize o modo de descoberta

Se você mora sozinho, ou se há apenas o seu computador em sua casa — sem a necessidade de formação de redes e compartilhamento de arquivos — é interessante desativar estas funções.

Navegue até a Central de Redes e compartilhamento. Nela, desative a “descoberta de rede”, o “Compartilhamento de arquivos” e o “Compartilhamento de mídia”. Assim seu computador e sua rede param de trabalhar desnecessariamente procurando constantemente por outras máquinas.

Pense bem para descobrir se este recurso não será utilizado

Retirando a indexação de arquivos

Para acelerar a busca por arquivos e tornar o acesso a eles mais viável, o Windows faz a indexação de tudo que está em seu disco rígido. Apesar de prático, o sistema também pesa (ainda mais se seu computador for mais humilde). A solução, então, é configurá-lo para manter a indexação apenas dos principais tipos de arquivo.

Siga novamente para o Painel de Controle e abra “Opções de Indexação”. Esta janela oferece opções para que sejam escolhidas as pastas a serem indexadas, computadores e até mesmo os tipos de arquivo. Uma ótima sugestão é deixar apenas as extensões mais utilizadas (MP3, DOC, AVI, etc.).

Ajustes na indexação

Livre-se das mensagens e avisos — UAC

Sabe quando a tela escurece e é pedida a sua permissão para rodar alguns programas ou até mesmo para mover arquivos de pasta para pasta? Trata-se do UAC (sigla em inglês para Controle de Conta de Usuário), o recurso do Vista que gerencia a permissão dos programas, evitando que quaisquer ameaças se instalem de modo oculto.

Para desativá-la e para ganhar mais liberdade e agilidade no sistema, navegue até o Painel de Controle. Nele, selecione “Contas de Usuário” e depois a opção “Ativar ou desativar o Controle de Conta de Usuário”. Na tela que se abrirá, desmarque a caixa de seleção, conforme exemplificado na imagem abaixo.

Desligue o gerenciamento de permissões

Feito isso, você nunca mais terá que se deparar com aquela irritante tela e ganhará muito mais velocidade ao abrir certas funções e recursos. Entretanto, tome nota de que sua máquina estará muitas vezes mais vulnerável aos ataques invisíveis que vêm da internet, uma vez que não será mais você que administrará a permissão para estes programas.

Avançadas

Nós fornecemos os caminhos, você atua por conta própria

Algumas dicas envolvem apenas ajustes pelas janelas e opções, como visto anteriormente, e outras requerem entradas manuais de registro. Preste bem atenção na descrição de cada uma delas para saber se elas servem para você e se não são recursos que você gosta.

Acelere seu HD

Quem tem discos SATA pode se beneficiar com mais uma opção. Acesse o Gerenciador de Dispositivos pela opção “Propriedades”, em “Computador”, e localize seus HDs, eles geralmente ficam sob o nome de “Unidades de disco”. Neles, novamente clique com o botão direito e selecione “Propriedades”.

Na nova janela que se abrirá, navegue até a guia “Diretivas” e marque a caixa “Ativar desempenho avançado”.

Se quiser abrir direto o Gerenciador, simplesmente abra a caixa de Executar (Windows+R) e digite o comando “devmgmt.msc”, sem as aspas.

Embora tudo pareça muito bonito até aqui, saiba que o risco de perda de dados em casos de quedas de energia torna-se muito maior, sendo exibido até um aviso na própria caixa de seleção (vide foto). Aproveite e adquira um bom No-Break para não ficar no escuro e irritado sem seu trabalho.

Apenas o necessário

Pra que manter o computador monitorando suas câmeras, impressora, scanner, e outros periféricos que não serão utilizados enquanto você joga? Então os desligue clicando sobre seus nomes com o botão direito e selecionando “Desativar”, no gerenciador de dispositivos (o mesmo da dica anterior).

Essa desativação é temporária (repita o procedimento para reativar) e não interfere no funcionamento de drivers, portanto utilize-a sem medo.

Retirando serviços secundários

Estão lembrados da guia “Serviços”, dentro da caixa de configuração de sistema (msconfig)? É hora de voltar para ela, mas de uma forma mais legível. Abra novamente a ferramenta Executar (Windows+R) e digite “services.msc”, sem aspas. Nesta tela você pode desabilitar todos os serviços que julgar desnecessários, assim como na dica anterior.

Atalhos rápidos

Mas o melhor de tudo é que, além do nome do processo, você obtém uma descrição completa dele para definir se é possível ou não desligá-lo sem grande impacto sobre o sistema. Outras opções incluem reiniciar, testar e selecionar os demais serviços.

Edite o registro de forma mais segura

Quem adora fuçar com o computador e quer tudo do modo mais direto possível pode apelar direto para o editor de registro. Entretanto, como colocamos no início do texto, alterações aqui podem ser letais para seu sistema operacional. Previna-se criando uma cópia de segurança do arquivo principal.

Para fazer isso, siga novamente até as propriedades de sistema, entre na guia “Proteção de Sistema” e clique em “Criar”. Dê um nome adequado ao seu ponto e prossiga com as suas mudanças de registro.

É aconselhável que você não faça todas as modificações de uma só vez, pois se alguma coisa der errado, você tem ideia do que houve. Para restaurar tudo ao estado original, repita o procedimento de abertura da central de reparação, mas agora selecione manualmente o ponto que foi criado para iniciar a reparação.

É claro que mesmo com estas dicas o desempenho, na maior parte dos casos, não será idêntico ao obtido com o Windows XP, mas você certamente ganhará alguns dígitos e mais consistência na sua taxa de quadros por segundo.

Se não tiver tempo para seguir todas as dicas mostradas e quiser deixar seu sistema mais eficiente, tente alguns dos programas relacionados abaixo, que realizam funções parecidas por meio de atalhos rápidos.

Arme seu espaço, cheque seus suprimentos e boa diversão, com o Windows Vista mesmo!

Cupons de desconto TecMundo: