Recentemente, o WhatsApp surpreendeu o mundo ao inaugurar um recurso muito importante para quem se preocupa com segurança no mundo digital: criptografia ponta a ponta. Com isso, você pode ficar tranquilo e ter a certeza de que seus bate-papos não serão visualizados por personagens externos, como hackers espiões e até mesmo agências de inteligência.

Porém, o aplicativo de comunicação mais famoso do mundo ainda não oferece uma funcionalidade bastante procurada por seus usuários. Estamos falando da possibilidade de trancar o programa com uma senha, impedindo o acesso não autorizado de terceiros que se apossem de seu dispositivo móvel.

É claro que, caso você seja uma pessoa sensata, é provável que já utilize uma password geral que protege seu celular como um todo – isso é o suficiente para manter seu WhatsApp em segurança. Ainda assim, se por qualquer motivo, razão ou consequência você deseja realmente bloquear somente este utilitário em específico, informaremos a seguir três métodos que podem ser usados.

Saiba como tornar o WhatsApp ainda mais seguro

1º Método – ChatLock+

O ChatLock+ (que, por qualquer motivo, aparece na Google Play brasileira como Bloquear Messenger e Chat) é um aplicativo gratuito para Android capaz de bloquear não apenas o WhatsApp, mas também outros mensageiros diversos, como o Facebook Messenger e até mesmo o seu cliente-padrão de SMS. Ele pode ser instalado em qualquer dispositivo que esteja equipado com a versão 2.3 ou superior do sistema operacional, sendo ainda compatível com as edições mais recentes do SO.

É muito fácil utilizá-lo. Logo na primeira vez em que você abrir o ChatLock+, o software vai pedir que você cadastre uma senha numérica de até quatro dígitos (PIN). É necessário informar a password duas vezes, já que a segunda é uma confirmação. Em seguida, na lista de apps que podem ser protegidos pelo utilitário, toque no botão “On” referente ao WhatsApp. Pronto! Agora, ao abrir o mensageiro, você precisa inserir o PIN cadastrado anteriormente para acessar as suas conversas.

ChatLock+

2º Método – WhatsApp Lock

Mais um app cujo nome a Google Play traduz de forma bizarra: Bloquear Whats Mensageiro. De qualquer forma, trata-se de uma ferramenta interessantíssima e igualmente fácil de configurar. Tal como no item anterior, o WhatsApp Lock vai pedir que você cadastre uma senha numérica de quatro dígitos na primeira vez em que ele for aberto. O diferencial é que o usuário também precisa registrar uma resposta secreta para alguma pergunta predefinida, que servirá como backup caso você se esqueça do PIN.

Concluída a configuração da senha, o programa já estará funcionando e protegendo seu WhatsApp adequadamente. O software também é capaz de bloquear outros mensageiros (Hangouts, Snapchat, VK, Kik, WeChat, Tango etc.), e, caso eles estejam instalados no smartphone, basta tocar no ícone de cadeado ao lado de seus nomes para estender a proteção para essas outras plataformas. O WhatsApp Lock é totalmente gratuito, tem uma interface adaptada para português e requer o Android 4.0 ou mais recente.

WhatsApp Lock

3º Método – CM Security

Desenvolvido pela Cheetah Mobile (empresa chinesa famosa por outros programas para Android, como o Battery Doctor e o Clean Master), o CM Security é uma solução de segurança completa para aparelhos com Android, contando inclusive com uma ferramenta antivírus. Porém, seu único recurso que nos importa neste momento é AppLock, que é capaz de bloquear absolutamente qualquer aplicativo instalado no seu dispositivo.

Basta abri-lo, tocar em “Bloquear App”, escolher quais aplicativos você quer trancar (o CM Security funciona com vários softwares além do WhatsApp) e pressionar o botão “Proteger”. Desta vez, você não vai usar um PIN numérico, mas sim um padrão de desbloqueio (o que muitos consideram bem mais prático). Pronto! Agora nenhum bisbilhoteiro vai conseguir acessar suas conversas sem autorização.

CM Security

E nos outros sistemas operacionais?

Infelizmente, por conta de limitações presentes nos próprios sistemas operacionais, ainda não é possível inserir uma senha de acesso ao WhatsApp em dispositivos com iOS ou Windows Phone. Existem, inclusive, alguns programas na App Store que prometem proteger o mensageiro, mas eles são falsos e não cumprem o prometido. Caso você seja usuário de um desses dois SOs, o jeito é esperar até que o WhatsApp passe a suportar nativamente essa funcionalidade tão importante.

Você usa algum aplicativo para proteger seu WhatsApp com senha? Comente no Fórum do TecMundo