A queda do WhatsApp: Telegram está sofrendo para ajudar brasileiros

1 min de leitura
Imagem de: A queda do WhatsApp: Telegram está sofrendo para ajudar brasileiros
Avatar do autor

"Desculpe, Brasil. Suas redes móveis não conseguem processar tantas verificações por SMS na quantidade em que estamos enviando. Milhões de usuários estão se registrando, e mais estão esperando". Com este tweet, o Telegram alerta que não está conseguindo registrar com tanta facilidade a quantidade absurda de brasileiros que estão correndo para o aplicativo devido à queda do WhatsApp.

Como você já deve ter percebido, neste momento, o WhatsApp está bloqueado temporariamente no Brasil. Ele deve ficar assim por 72 horas por causa de uma decisão judicial — porém, isso pode acabar mudando a qualquer momento.

Para saber mais sobre as razões do bloqueio do WhatsApp, acompanhe a nossa matéria.

Telegram pede desculpas

Telegram

O Telegram, como da última vez, é uma das principais alternativas de mensageiros ao WhatsApp. Contudo, muitos brasileiros novamente estão correndo para o aplicativo, o que está congestionando o registro.

"Os códigos de verificação no Brasil estão atrasados por causa de um congestionamento no que toca os SMS's, estamos trabalhando nisso. Por favor espere, os códigos vão chegar!", comentou a empresa em outro tweet. Isso significa que você ainda pode baixar e utilizar o app, mas é necessário ter paciência para receber o código de ativação.

Telegram pede paciência dos usuários

Em dezembro de 2015, quando o WhatsApp caiu no Brasil pela primeira vez, o Telegram recebeu mais de 1,5 milhão de novos usuários. Agora, de acordo com o próprio mensageiro, mais de 1 milhão já estão começando a usar o app nesta segunda-feira (02).

Mais de 1 mihão

Caso o WhatsApp não volte, a decisão bloqueia o aplicativo até às 14:00 de quinta-feira, dia 5 de maio. Se você está correndo para conversar com os seus amigos e encontra problemas, aqui vão 10 alternativas — e o Telegram é uma delas.

Você está usando o Telegram? Comente no Fórum do TecMundo

Comentários

Conteúdo disponível somente online
A queda do WhatsApp: Telegram está sofrendo para ajudar brasileiros