Um guerreiro começa a sua aventura empunhando uma espada simples e conhecendo poucas habilidades. Talvez você conheça essa história de algum RPG: os equipamentos e o nível daquele personagem aos poucos evoluem e vão mostrando a força para seguir um novo desafio. O mercado brasileiro de games seguiu uma jornada similar e aos poucos está se tornando um poderoso combatente na área, afinal seu faturamento está prestes a alcançar os dez maiores do mundo.

De acordo com os dados do Instituto de Pesquisa Internacional Newzoo, distribuídos pela Associação Brasileira dos Distribuidores de TI, o Brasil atinge a 11ª colocação no faturamento de jogos, movimentando US$ 1,34 bilhão por ano. Lá em cima, no topo dos personagens mais evoluídos, está os Estados Unidos, liderando o ranking internacional com US$ 20,48 bilhões.

Mas isso não significa que os brasileiros não possam subir e atingir o hall da fama. O país tem potencial e concentra 50 milhões de gamers, se tornando a quarta maior concentração do mundo em números de jogadores.

Os EUA continuam liderando nesse quesito, com 170 milhões de pessoas se divertindo pelos jogos eletrônicos — mas a evolução dos outros guerreiros sempre ameaça a posição número um do ranking, não é mesmo? Mas, até o Brasil chegar nesse ponto, será preciso concluir algumas missões importantes para continuar evoluindo o mercado. Está acompanhando essa "quest" com atenção?

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: