(Fonte da imagem: Fonte da imagem: Reprodução/ESRB)

Todos os games comercializados no Brasil e em diversos países precisam, antes de tudo, receber uma classificação indicativa de idade de acordo com o conteúdo apresentado na obra. No nosso país, o responsável por efetuar essa análise é o Ministério da Justiça.

Nos Estados Unidos, o órgão responsável por executar esse trabalho é o ESRB — Entertainment Software Rating Board, e na Europa é o PEGI — Pan European Game Information. A novidade agora é que, desde o dia 16 de novembro, o Ministério da Justiça passa a reconhecer a classificação feita por esses dois órgãos para a autoclassificação dos games no Brasil.

Ainda, segundo o SECOM:

“Como não há equivalência entre as faixas de classificação adotadas pelos dois sistemas (ESRB e PEGI) e as seis faixas de classificação de uso obrigatório no Brasil, o desenvolvedor ou detentor dos direitos do produto deverá atribuir a classificação brasileira mais adequada. Para isso, poderá utilizar o Guia Prático de Classificação Indicativa.”

Mais uma ótima notícia para o mercado de games no Brasil.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: