(Fonte da imagem: Reprodução/Folha de S. Paulo)

Quem vai presentar o filho, sobrinho ou a si mesmo com um game ou console no feriado de 12 de outubro (Dia das Crianças) vai contribuir bastante para a arrecadação de impostos no Brasil. Ao menos é isso que mostra um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

De acordo com o órgão, a área do vídeo-game é a mais encarecida com impostos e tributos em geral, com 72,18% destinado às taxas. Para exemplicar, um produto de R$ 1.400 sairia por R$ 389 sem nenhuma cobrança.

Esses são os produtos que mais são taxados: livros recebem 15,5% de impostos, enquanto tênis importados tem quase 59% e celulares são encarecidos em 39,8%. E não tem como escapar: as taxas ainda são divididas entre estaduais e nacionais.

A diferença é grande porque, além dos impostos convencionais, há uma taxa pelo produto ser não só industrializado, mas de origem estrangeira – não que os nacionais escapem de outras cobranças, claro.

Fonte: Folha de São Paulo

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: