Dois desenvolvedores de ArmA III, título que está sendo desenvolvido pela Bohemia Interactive, foram presos na Grécia sob acusação de espionagem. A dupla de produtores estava na ilha de Lemnos fotografando bases militares e realizando pesquisas para o game, cuja trama se passará no local.

Se condenados, os dois podem enfrentar até 20 anos de prisão. De acordo com o produtor executivo do jogo, Jan Kunt, os desenvolvedores ainda não foram formalmente indiciados e estão sendo transportados para a ilha de Lesbos, também na Grécia, enquanto aguardam investigações e um posicionamento da Justiça grega.

O produtor se mostrou indignado com a situação, já que outros desenvolvedores de jogos já estiveram em Lemnos para realizar pesquisas. Ele afirma não saber exatamente o que seus colegas estavam fazendo no momento em que foram presos, mas diz que eles não estavam no país para coletar dados sobre instalações secretas, e sim fotografar planícies, a fauna e estruturas da região.

Kunt também citou problemas recentes com o governo de Lemnos, que acusou a Bohemia Interactive de estar usando informações privilegiadas sobre o país em ArmA III. Na ocasião, o prefeito do distrito, Antonis Hatzidiamantis, estava se referindo a informações que podem ser facilmente encontradas na internet. O produtor foi além nos ataques à Grécia, afirmando que o governo do país quer desviar a atenção da mídia devido à crise econômica que assola a nação.

Fonte: VG24/7

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: