Mundo virtual: liberdade para ser o que quiser (Fonte da imagem: Reprodução)

Em 2003, Robbie Cooper estava fotografando um CEO divorciado de uma empresa, quando o executivo disse que usava games com mundos virtuais para jogar e conversar com seus filhos. Ele estava divorciado e tinha pouco acesso às crianças.

O CEO encontrava seus filhos todas as noites em EverQuest, quando jogavam e conversavam sobre as tarefas da escola, os estudos, a mãe, ou seja, coisas normais e banais de suas realidades.

Foi então que Cooper resolveu viajar o mundo por diversos países, para fotografar os jogadores do mundo virtual ao lado de seus avatares. O resultado é impressionante. As fotos foram reunidas em um livro e mostram as nuances entre os avatares e seus criadores.

Enquanto alguns personagens virtuais são notavelmente semelhantes aos seus pares humanos, outros transbordam fantasia ou podem representar aquilo que eles gostariam de ser no mundo real. Confira algumas fotos retratadas por Cooper:

 

 

Cupons de desconto TecMundo: