(Fonte da imagem: Divulgação/CD Projekt)

Infelizmente, a pirataria continua causando sérios prejuízos à indústria dos games, os quais muitas vezes prejudicam significativamente o bolso de desenvolvedoras de qualidade e que trabalham arduamente na concepção de um título. Desta vez, quem manifestou seus problemas com a pirataria foi a CD Projekt, responsável pelo excelente The Witcher 2.

Em entrevista ao site PC Gamer, Marcin Iwinski, CEO da CD Projekt, comentou que, de acordo com suas estimativas, o título foi baixado ilegalmente mais de 4,5 milhões de vezes.

Iwinski ainda afirma que, na realidade, a situação deve ser muito pior, já que 4,5 a 5 milhões de cópias piratas são resultados “bons” para um jogo que vendeu, legalmente, 1 milhão de unidades.

Na mesma entrevista, Iwinski explica porque a desenvolvedora não optou por um sistema antipirataria DRM. Segundo ele, esses recursos não funcionam, pois são quebrados rapidamente pelos hackers. Além disso, os DRMs só atrapalham a vida dos jogadores que adquirem os jogos de maneira legal, por serem extremamente burocráticos, conforme o próprio CEO afirma.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: