Muitas pessoas que cresceram durante as décadas de 80 e 90 imaginavam, seja por conta de desenhos ou filmes, que teríamos vários meios de transportes voadores em nossas cidades já no início do século 21. Verdade seja dita, os trens ainda circulam em trilhos e muitos veículos ainda precisam de ruas e estradas para se locomover, mas esse cenário promete mudar em breve no que diz respeito a táxis.

De acordo com informações divulgadas pelo site do canal CNN, uma empresa chamada SkyTran está pronta para colocar um piloto de táxi voador para funcionar na cidade de Tel Aviv, em Israel, no final deste mês. O sistema em questão está em desenvolvimento há cinco anos, e usará magnetismo para mover os veículos.

O vídeo que você confere na janela acima dá uma ideia de como tudo vai funcionar. Os veículos da SkyTran terão capacidade para carregar até quatro pessoas e ficarão a seis metros do nível das ruas, além de terem potência para atingir até 241 quilômetros – entretanto, não pense que isso será uma espécie de trem bala, pois os carros vão circular em uma velocidade menor ao transportar os passageiros.

Pelo fato de usar magnetismo para mover os veículos (que funcionarão em trilhos), o consumo de energia será menor, tornando essa uma alternativa mais eficiente se comparada a outros meios existentes.

Brincadeira cara? Até que não

A essa altura, muitos devem se questionar sobre o montante que deve ser investido para que um sistema como esse funcione. Segundo a CNN, é necessário viabilizar US$ 8 milhões para cada quilômetro do projeto da SkyTran, enquanto cada carro pode custar entre US$ 25 mil e US$ 30 mil – um valor mais baixo que o visto para a construção de um metrô, onde são necessários montantes que giram entre US$ 100 milhões e US$ 2 bilhões por quilômetro construído.

Outro detalhe mencionado é que, como a construção dos “trilhos” envolve basicamente aço e alumínio, todo o sistema pode ser instalado em questão de dias, além de ser mais amigável no que diz respeito a questões ambientais.

Jerry Sanders, diretor-executivo da SkyTran, posa ao lado de um dos veículos que estará em Israel ainda neste mês

Por fim, também houve a menção de que mais áreas devem receber os táxis aéreos em breve: a cidade de Baltimore, em Maryland (Estados Unidos), pode ver essa tecnologia já no próximo ano, e grandes aeroportos como o Charles de Gaulle, em Paris, estão considerando oferecer essa opção aos seus usuários.

O que você achou do novo sistema de táxi aéreo que será instalado em Israel neste mês? Comente no Fórum do TecMundo