(Fonte da imagem: Reprodução/The New York Times)

Um dos objetivos da Google é ver carros autônomos andando pelas ruas das cidades. Essa tecnologia não é mais tão novidade assim, pois já vimos diversas iniciativas na área, incluindo até mesmo projetos brasileiros, como o CaRINA, desenvolvido pelos pesquisadores da USP de São Carlos, no interior de São Paulo.

A novidade, agora, partiu da Mercedes-Benz. A fabricante alemã apresentou recentemente a sua própria tecnologia de “motorista virtual”.

De acordo com ela, o veículo pode se guiar automaticamente no trânsito das cidades ou até mesmo trafegar por uma via expressa de alta velocidade. Nas condições ideais, o veículo ainda pode estacionar sozinho, frear automaticamente para evitar acidentes ou outros carros e até mesmo identificar quando o motorista está perigosamente cansado.

Piloto automático

Segundo a Mercedes, esse sistema é similar ao piloto automático de um avião comercial, no qual o equipamento é capaz de executar todas as rotinas necessárias para chegar do ponto A até o ponto B enquanto o piloto humano cuida de tarefas mais importantes para evitar problemas.

Mesmo que essa tecnologia apresentada pela Mercedes seja impressionante, ainda estamos distantes do ponto em que poderemos simplesmente largar o volante enquanto carro faz tudo sozinho. A legislação ainda obriga que os motoristas permaneçam com as mãos no volante enquanto o carro está em movimento.

Apesar disso, é interessante ver como iniciativas que visam trazer mais segurança para os motoristas estão se tornando cada fez mais frequentes no mundo todo.