(Fonte da imagem: Reprodução/CNET)

Quem acredita que carros capazes de dirigir a si próprios sempre vão permanecer algo restrito à ficção pode ter que repensar suas ideias em breve. Segundo o cofundador do Google, Sergey Brin, automóveis com essas características devem começar a ser disponibilizados para consumidores comuns em um período máximo de cinco anos.

“Você pode contar em uma mão o número de anos que vai levar até que pessoas comuns possam experienciar isso”, disse ele enquanto assinava a lei SB 1298, que estabelece padrões de segurança e desempenho para veículos operados por computadores. Atualmente, legislações do tipo só existem nos estados norte-americanos da Califórnia, Nevada e Flórida, situação que deve mudar em breve.

Tecnologia em teste

Os carros automáticos da Google já passaram por baterias de teste que percorrem mais de 482 mil quilômetros no total. Segundo Brim, atualmente a companhia está investindo na melhoria dos sensores utilizados pelos veículos, além de pesquisar métodos de oferecer um suporte de hardware mais extenso e eficiente para a tecnologia.

O cofundador da gigante de buscas acredita que os obstáculos para que a novidade seja aceita serão os mesmos enfrentados por outros meios de transporte, como os aviões. “É bastante longa a lista de coisas com as quais os humanos tiveram que se acostumar no passado”, disse ele enquanto discorria sobre a aceitação da nova tecnologia.

Fonte: CNET