(Fonte da imagem: Reprodução/Extreme Tech)
Você pode sonhar em equipar a sala com uma televisão de 72 polegadas, mas ainda assim não irá conseguir o mesmo efeito da tela que ocupa o Customer Experience Center (Centro de Experiência do Consumidor) da General Electric em Toronto, no Canadá.

Descrevendo 180 graus, a tela de LPD (Laser Phosphor Display) conta com 12,2 metros de extensão e permite que os visitantes do local possam conhecer os produtos da companhia de uma maneira pra lá de imersiva.

A tela curva de 180 graus (178, para ser mais exato) é uma possibilidade da tecnologia LPD da Prysm, que projeta as imagens em camadas de fósforo muito mais finas que as telas convencionais da indústria, permitindo a criação de uma tela extensa e curva como a do CEC de Toronto.

Que tal entrar em um mundo televisivo?

Enquanto a tela da General Electric impressiona pela tecnologia envolvida, a Universidade de Stony Brook também possui uma televisão para se orgulhar. No caso, uma sala inteira que funciona como uma televisão gigante.

(Fonte da imagem: Reprodução/Extreme Tech)
Com 416 telas espalhadas por suas quatro paredes, o “Reality Deck” da universidade oferece a possibilidade de seus telespectadores “viajarem” para qualquer lugar do mundo ao transmitir imagens panorâmicas em alta definição. Ao mesmo tempo, a sala também pode testar modelos de arquitetura e oferecer a sensação de um passeio em um local que ainda não foi construído. O único problema de toda essa brincadeira, no entanto, é seu alto preço: US$ 2 milhões (aproximadamente R$ 4 milhões).

Cupons de desconto TecMundo: