Nem todos os inventos militares que vemos nos campos de batalha chegaram ao sucesso na primeira tentativa. Há uma enorme quantidade de projetos audaciosos que deixa de ser utilizado porque os responsáveis percebem que se tratam de enormes desperdícios de dinheiro. Você deve conhecer algum exemplo assim, não é mesmo?

Pois hoje nós trouxemos quatro exemplos muito interessantes que foram resgatados diretamente dos anos 1960 — ou seja, já possuem 50 anos de abandono. Os vídeos que você verá no decorrer da notícia foram criados pela empresa BAE Systems e mostram como deveriam ser os equipamentos, caso eles tivesse alcançado o sucesso e fossem adaptados ao cenário atual.

Jipe voador

Às vezes os jipes e outros veículos militares são impedidos de seguir suas viagens por estarem presos em algumas estruturas pesadas, como rochedos e outros materiais de difícil remoção. Nesses casos, nada seria mais útil do que um jipe voador, que possui autonomia para ultrapassar pequenos obstáculos que estiverem em seu caminho.

O projeto foi abandonado por causa dos custos, que seriam muito altos e não trariam todas as vantagens esperadas para os exércitos. Um dos grandes motivos para a falta de investimentos seria o caráter pouco agressivo dos equipamentos. Norte-americanos e britânicos tinham planos similares.

Decolagens em pouca distância

Hoje em dia existem alguns protótipos de aviões da Lockheed Martin que prometem a decolagem sem que seja necessário muito espaço para a aquisição de velocidade. Mas nos anos 60 isso demandaria uma plataforma especial como a mostrada no vídeo abaixo. O projeto era muito audacioso e dispendioso, o que resultou no arquivamento dos planos.

Avião hipersônico

Três aviões sendo utilizados em conjunto e enviados ao espaço por plataformas que simulam o lançamento de foguetes espaciais. O projeto britânico que era chamado MUSTARD pretendia enviar três aviões para locais distintos, mas o governo da Inglaterra decidiu não apostar nos equipamentos. O criador do projeto assumiu que ele estava “muito à frente do seu tempo”.

Aviões comerciais com decolagem vertical

Mais um sistema de decolagem em pouca distância, mas agora para voos comerciais — apesar de ter origens em projetos militares. O projeto consistia exatamente no que você está pensando: decolagens e pousos em 90 graus, evitando a necessidade de longas pistas em aeroportos.

O projeto foi abandonado porque não havia investidores interessados em custeá-lo. Ao contrário dos sistemas exclusivamente militares, a utilização desse tipo de decolagem não é tão necessária em voos de aviões comerciais.

Cupons de desconto TecMundo: