Após ter divulgado o uso de varredura a laser, drones e fotometria para criar cópias virtuais de marcos históricos que foram perdidos ao longo dos anos, agora o Google anunciou seu novo projeto: uma ferramenta de navegação baseada em lanchonetes.

É provável que você não conheça todas as ruas que percorre na cidade e, além disso, provavelmente seu celular fica sem sinal quando está viajando por uma estrada. Pensando nisso, o Google começou a fornecer rotas usando pontos de referência nas proximidades de restaurantes de fast-food. Então, em vez de o GPS dizer para você virar à esquerda em uma determinada rua, por exemplo, ele vai pedir para você dobrar depois do Burger King.

A gigante da tecnologia confirmou ao Engadget, site norte-americano, que o programa Maps estava usando esses restaurantes como pontos de referência, e a ideia é tornar a navegação mais simples, natural e humanizada, já que muitas pessoas dão instruções usando pontos óbvios em vez de mencionar nomes de ruas.

Por enquanto, o recurso só foi testado em Nova York, e a companhia ainda não divulgou se realmente será implementado de forma concreta ao mapa. Porém, parece que pode ser algo simples, graças ao Google Place Search API, ferramenta que permite que usuários encontrem lojas, serviços e pontos de interesse em qualquer lugar do mundo.

Apesar de ainda não estar sendo usado no restante dos lugares, algumas pessoas já notaram a diferença, como twittou uma usuária do Google Maps, Stacey Carlin: “A navegação no mapa do Google acabou de me dizer para virar à direita ‘depois do Pizza Hut’, em vez de um nome de estrada específico. Finalmente! Direções que eu posso seguir!”.

Embora isso ainda possa mudar, até agora todos os exemplos de busca no mapa parecem realmente baseados na localização de restaurantes, e não uma forma de se trabalhar a publicidade.

Cupons de desconto TecMundo: