Um vídeo que mostra como foi a reunião geral de funcionários da Google alguns dias após o resultado das eleições de 2016 nos Estados Unidos foi publicado na internet. Publicado pelo site de extrema-direita Breitbart News, o vídeo foi usado como fósforo e gasolina na guerra de narrativa e emoções propagada pelo veículo.

Durante 1 hora, o vídeo traz palavras de lideranças da Google, como os cofundadores Larry Page e Sergey Brin, além do CEO Sundar Pichai e CFO Ruth Porat. Entre as questões abordadas, estão o papel da Google na informação entregue aos eleitores e as consequências da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos.

Como um imigrante e refugiado, eu com certeza acho essa eleição algo ofensivo, e eu sei que muitos de vocês também pensam isso

“Não temos a mínima ideia de qual direção este país vai tomar... É um período de incerteza... Especialmente para imigrantes ou minorias, e mulheres. Como um imigrante e refugiado, eu com certeza acho essa eleição algo ofensivo, e eu sei que muitos de vocês também pensam isso”, afirmou Sergey Brin aos funcionários da Google.

Em outro momento no vídeo, Brin comenta que “existe um grande precedente histórico para o tédio ser um grande fator na escolha do voto e, na verdade, na construção do extremismo. Também, quando as pessoas votam, o voto não é um ato racional”.

Em nota, a Google respondeu a publicação do Breitbart de maneira oficial: “Em uma reunião geral agendada regularmente, alguns funcionários e executivos do Google expressaram suas próprias opiniões pessoais após uma longa e divisiva campanha eleitoral (...) Há mais de 20 anos, todos na Google têm sido capazes de expressar livremente suas opiniões nessas reuniões. Nada foi dito naquela reunião, ou em qualquer outra reunião, para sugerir que qualquer tendência política influencie a maneira como construímos ou operamos nossos produtos. Ao contrário, nossos produtos são construídos para todos e os projetamos com um cuidado extraordinário para ser uma fonte confiável de informações para todos, sem levar em conta o ponto de vista político”.

Eu acho que nós temos muitos problemas estruturais em nossas democracias

Obviamente, a explicação da Google não será o suficiente para o pessoal do Breitbart e seus seguidores — visto que, como notou Brin, essas pessoas não são guiadas por atos racionais, mas emocionais.

“Eu acho que nós temos muitos problemas estruturais em nossas democracias. O que eu realmente acho é o seguinte: se você está preocupado com casos tipo a Terceira Guerra Mundial, eu acho que muito disso será impulsionado por essa profunda insatisfação que as pessoas têm, alguns dos quais são realmente garantidos”, adicionou Larry Page no vídeo.

  • Você pode acompanhar o vídeo completo aqui.

Cupons de desconto TecMundo: