Hackers da Rússia estariam se passando por terroristas do ISIS e enviando ameaças de morte para esposas de militares norte-americanos, afirma a Associated Press. A AP nota que um dos primeiros relatos de ameaças datam de 2015, com uma mulher identificada como Angela Ricketts recebendo a seguinte mensagem no Facebook: "Querida, Angela! Um Dia dos Namorados sangrento! Nós sabemos tudo sobre você, seu marido e suas crianças. Nós estamos mais próximos do que você pode imaginar".

Segundo Ricketts, que é esposa de um militar do exército dos Estados Unidos, as mensagens ainda comentavam sobre um massacre que seria feito em sua família e ainda assinaram como o Estado Islâmico, notando que haviam infectado o celular e o computador da mulher.

De acordo com a AP, pelo menos mais cinco esposas de militares norte-americanas receberam ameaças de morte similares

Apesar da assinatura ser realizada pelo Estado Islâmico, a AP afirma que as mensagens foram enviadas por hackers da Fancy Bear ou APT28, famoso grupo hacker baseado na Rússia. A AP ainda relembra do possível envolvimento da Fancy Bear com o vazamento de emails de John Podesta durante a campanha presidencial de Hillary Clinton nas últimas eleições dos EUA.

Cupons de desconto TecMundo: