(Fonte da imagem: Thinkstock)

Vai passar mais uma fase do Candy Crush ou responder as mensagens no Facebook e no WhatsApp antes de dar atenção para a namorada ou namorado? É melhor pensar duas vezes antes de trocar o parceiro pela tecnologia, mesmo que seja por alguns segundos: de acordo com uma pesquisa encomendada pelo site de relacionamentos Victoria Milan, 45% dos entrevistados já traíram ou estudam essa possibilidade porque sentem que o par dá mais atenção ao tablet ou smartphone do que à relação.

A enquete foi realizada com 6 mil pessoas e a faixa etária em que a resposta sobre traição foi mais comum é a de mulheres entre 30 e 50 anos. Esse público ainda respondeu que usaria os mesmos meios eletrônicos para encontrar um novo parceiro. Já 66% dos entrevistados disseram que não seriam infiéis e nem pensariam em traição sem a "ajuda" da internet e de dispositivos móveis.

E há quem ache essa ideia totalmente compreensível. "O comentário de que o uso das tecnologias modernas levaram a um tipo de isolamento social é previsível, apesar de triste. Estar sozinho em uma sala cheia de pessoas leva à procura de conexões com outros, isso quando nos sentimos deixados de lado e insatisfeitos com nossas relações cotidianas. De um jeito ou de outro, precisamos encontrar essas conexões", concluiu Sigurd Vedal, CEO do Victoria Milan.

Cupons de desconto TecMundo: