Se você usa óculos e é fã de tecnologia, ficará feliz em saber que já estão disponíveis no mercado opções de lentes e armações no melhor estilo high-tech. Algumas delas trazem alternativas práticas, como nunca mais precisar trocar as lentes ou ainda conseguir ajustar o foco e a nitidez para cada ocasião — através de um simples toque. 

E, para apresentar as tendências, o Tecmundo listou alguns modelos que estão em destaque no mercado de óculos. Veja abaixo as funcionalidades, os métodos tecnológicos e escolha a opção que vai encaixar melhor no seu rosto — e bolso.

Transitions 

A tecnologia Transitions é uma das que mais conquistaram o gosto dos consumidores. Para adaptar a visão à luminosidade do ambiente e permitir que os olhos recebam apenas a luz adequada em cada situação, a lente tem a tonalidade ajustada automaticamente, ficando mais escura ou mais clara. 

Os óculos Transitions mudam a tonalidade de acordo com a luz ambiente (Fonte da imagem: Reprodução/Transitions)

O funcionamento dessas lentes, denominadas fotocromáticas, se fundamenta em uma reação química causada pela radiação UV. Seguindo o sucesso no mercado, a empresa Transitions desenvolveu as primeiras lentes solares com essa tecnologia, denominadas SOLFX. 

As lentes Transitions podem ser encontradas em diferentes lojas e com preços variados.

Gunnar OPTIKS Indoor

Denominado pelos produtores como “Advanced Computer Eyewear” (óculos avançados para computador), estes óculos protegem e aperfeiçoam o desempenho visual daqueles que ficam muito tempo na frente de telas digitais, evitando, especialmente, os sintomas da fadiga ocular. 

Entre as tecnologias utilizadas estão as lentes Fractyl Lens Geometry, que controlam e ajustam a luz artificial que vem da tela, evitando que o olho se esforce para fazer esse serviço. As lentes também possuem um material que combate a “luz azul” liberada pelo painel digital, que atinge o sistema nervoso e pode até mesmo causar problemas de sono.

Com uma fórmula específica, este sistema faz com que a lente apresente-se um pouco amarela e preserva as cores como se estivessem na luz natural, minimizando os efeitos da “luz azul”. Os óculos Gunnar OPTIKS Indoor custam entre 75 e 100 dólares.

PURE glasses 

Estes óculos foram desenvolvidos para melhorar as questões de peso e flexibilidade, fazendo com que a pessoa nem sinta que está usando o acessório. Isso é possível a partir de uma liga denominada Xandium.

Uma única liga forma a armação do PURE glasses (Fonte da imagem: Reprodução/Pure Eyewear)

Os óculos são feitos com um único arame dessa liga, sem parafusos ou dobradiças. O material permite uma armação superleve e, ao mesmo tempo, muito resistente. A estrutura também é flexível e possui “memória”, sempre voltando ao formato original caso seja “deformada” pelo uso durante o dia. Em média, os óculos PURE glasses custam US$ 275.

emPower 

Esta tecnologia, já apresentada pelo Tecmundo, pretende facilitar a vida de quem usa óculos multifocais ou bifocais. Com o emPower, é possível regular a lente para uma visão mais próxima ou distante a partir de um simples comando: deslizando os dedos para frente ou para trás sobre a haste da armação.

Óculos emPower em seu carregador especial (Fonte da imagem: Reprodução/Gizmag)

Esse movimento permite que o ajuste seja feito de maneira imediata, como se a pessoa estivesse ajustando o foco dos óculos. Isso é possível devido a uma camada de cristal líquido que existe dentro da lente. Com um carregador específico, a bateria dos óculos tem duração média de 2 a 3 dias. 

Aos interessados, o emPower chegará ao mercado americano com um preço mais salgado: cerca de 1.200 dólares.

Superfocus glasses

Seguindo o estilo “ajuste o foco você mesmo”, o Superfocus glasses permite ao usuário customizar sua prescrição apenas com o apertar de um pequeno botão deslizante, encontrado nos próprios óculos. 

Os óculos Superfocus possuem um formato fixo arredondado (Fonte da imagem: Reprodução/Superfocus)

Com isso, a pessoa consegue melhorar o foco ou “afinar” as coisas que esteja olhando. A principal diferença entre o Superfocus e o emPower é que a lente do primeiro possui um formato fixo (arredondado), enquanto as lentes do emPower podem ser cortadas em diversos formatos e tamanhos. 

Para adquirir estes óculos — disponível para compra no próprio site — é preciso desembolsar, a princípio, aproximadamente US$ 700.

Óculos universais

Desenvolvidos por um professor de Física da Universidade de Oxford, Dr. Joshua Silver, na Inglaterra, os óculos universais surgiram com a proposta de tirar a necessidade de ajuste das lentes através de um especialista, dando a possibilidade, ao próprio dono, de ajustá-las facilmente.

Homem zulu usando os óculos universais (Fonte da imagem: Reprodução/Michael Lewis)

Como uma solução mais barata, esses óculos universais possuem as chamadas “lentes líquidas”. Para ajustar, o paciente deve apenas inserir, com uma seringa, um fluido transparente entre as duas camadas de película flexível que compõe a lente. 

O processo, que pode ser repetido inúmeras vezes, é simples e adaptativo a qualquer paciente, que calcula a quantidade — enquanto coloca o fluído — até que a visão fique adequada. O professor de física pretende distribuir, gratuitamente, bilhões desses óculos para pessoas pobres que não possuem condições para ir a um oftalmologista.

LightSpecs

Com poderosas luzes de LED acopladas na armação, estes óculos são adequados para locais que possuam pouca luminosidade e nos quais é preciso forçar a visão. Uma situação bastante comum para utilizá-los é quando você quer ler na cama, antes de dormir, sem cansar rapidamente os olhos.

Luzes de LED são acopladas nos óculos (Fonte da imagem: Reprodução/Foster Grant)

Disponível em dois designs e equipado com baterias substituíveis que duram até 50 horas, estes óculos estão à venda por preços acessíveis, indo de 20 a 30 dólares, dependendo do modelo.

Cupons de desconto TecMundo: