Durante o Lenovo Tech World 2016, evento da empresa taiwanesa para apresentar suas novidades para o público, uma das grandes revelações foi o anúncio da linha Moto Z. Para os que não lembram, a Motorola agora faz parte da Lenovo, que comanda os lançamentos da fabricante conhecida pelos aparelhos da linha Moto. Além do Phab2 Pro, o primeiro smartphone com Project Tango, também tivemos a oportunidade de conhecer oficialmente outros dois aparelhos: o Moto Z e o Moto Z Force.

Esses modelos têm como destaque principal a possibilidade de aceitar módulos capazes de estender suas capacidades. Esse recurso, batizado de MotoMods, se traduz em pequenos pontos na parte traseira que fazem a conexão entre o smartphone e os componentes adicionais que podem ser integrados aos dispositivos. O conceito é um pouco diferente do que foi apresentado pela LG com o G5 e vai funcionar de forma simples, sem precisar retirar a bateria ou desligar o aparelho.

Moto Z

Especificações técnicas do Moto Z

  • Sistema operacional: Android 6.0.1 (Marshmallow)
  • Tela: AMOLED de 5,5 polegadas
  • Resolução de tela: 2560x1440 pixels (QHD)
  • Densidade de pixels: 535 ppi
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 820
  • CPU: Octa-core de 2,2 GHz
  • GPU: Adreno 530
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento interno: 64 GB
  • Armazenamento externo: cartão micro SD de até 2 TB
  • Câmera traseira: 13 MP com abertura de ƒ/1.8
  • Câmera frontal: 5 MP com abertura de ƒ/2.2
  • Bateria: 2.600 mAh
  • Sensores: leitor de impressões digitais, acelerômetro, luz ambiente, giroscópio, proximidade, NFC
  • Conectividade: suporte aos MotoMods, USB-C e Bluetooth 4.1
  • Altura: 153,3 mm
  • Largura: 75,3 mm
  • Espessura: 5,19 mm
  • Peso: 136 g

Especificações técnicas do Moto Z Force

  • Sistema operacional: Android 6.0.1 (Marshmallow)
  • Tela: AMOLED de 5,5 polegadas
  • Resolução de tela: 2560x1440 pixels (QHD)
  • Densidade de pixels: 535 ppi
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 820
  • CPU: Octa-core de 2,2 GHz
  • GPU: Adreno 530
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento interno: 64 GB
  • Armazenamento externo: cartão micro SD de até 2 TB
  • Câmera traseira: 21 MP com abertura de ƒ/1.8
  • Câmera frontal: 5 MP com abertura de ƒ/2.2
  • Bateria: 3.500 mAh
  • Sensores: leitor de impressões digitais, acelerômetro, luz ambiente, giroscópio, proximidade, NFC
  • Conectividade: suporte aos MotoMods, USB-C e Bluetooth 4.1
  • Altura: 155,9 mm
  • Largura: 75,8 mm
  • Espessura: 6,99 mm
  • Peso: 163 g

MotoMods

O diferencial da linha Moto Z é o suporte a módulos que são capazes de adicionar novas características ao smartphone. Entretanto, diferente do que acontece com o LG G5, não será preciso desligar o aparelho para integrar os novos componentes. Os chamados Moto Snaps – o nome dado aos módulos – se conectarão ao aparelho através de poderosos ímãs localizados na parte traseira do Moto Z e do Moto Z Force.

Diferente do que acontece com o LG G5, não será preciso desligar o aparelho para integrar os novos módulos

De acordo com a Lenovo, o encaixe é tão perfeito que nem dá para perceber que há algo diferente ali. E, com a mesma facilidade que você encaixa um módulo, poderá retirá-lo e trocá-lo por outro. Ainda segundo a fabricante, há um grande esforço em parceria com marcas incríveis para criar novos Moto Snaps para a linha Moto Z. Além disso, a comunidade também poderá ajudar a confeccionar esses módulos por meio de um programa de desenvolvimento conjunto, o Moto Snaps Developer Kit. Dessa forma, ainda mais componentes poderão ser criados com o tempo para atender necessidades específicas.

Até o momento, três módulos principais foram apresentados: o Insta-Share Projector, o JBL SoundBoost e o Power Packs:

Insta-Share Projector

Módulo projetor, capaz de transmitir programas de TV, filmes e a biblioteca de fotos em imagens de até 70 polegadas em qualquer superfície e ângulo, algo perfeito para gerar entretenimento em lugares inesperados.

Insta-Share Projector

JBL SoundBoost

Módulo voltado para os amantes da música, o encaixe do JBL SoundBoost serve para orquestrar experiências sonoras eletrizantes com a tradição da JBL. De acordo com a Lenovo, a qualidade será de deixar qualquer um de queixo caído e ainda oferecerá 10 horas de bateria extra.

JBL SoundBoost

Power Packs

Módulo para estender a capacidade de bateria do Moto Z, o Power Packs possui uma autonomia incrível e promete ser superleve. Segundo a Lenovo, vai acrescentar horas de uso e um lindo visual – tudo isso sem aumentar muito em espessura ou ficar muito marcado enquanto estiver no seu bolso. São 22 horas de autonomia extra, além do suporte ao carregamento sem fio.

Power Packs

Mais módulos?

Vale ressaltar que diversos outros módulos poderão ser anunciados no futuro, especialmente se considerarmos que a comunidade poderá contribuir para a criação de novos componentes.

Novo design

Os novos smartphones da Lenovo para a linha Moto adotaram um visual novo, mas que ainda lembra um pouco os atuais aparelhos da marca. A principal semelhança é a manutenção do logotipo em formato de "M" na parte traseira, aquele tradicional desenho de "morcego" da Motorola. Porém, ainda no verso encontramos a novidade mais interessante: os contatos para conectar os Moto Snaps.

No verso encontramos a novidade mais interessante: os contatos para conectar os Moto Snaps

Na parte da frente, encontramos o mesmo sensor para a leitura de impressões digitais que vemos no Moto G4 Plus. Essa área, que lembra muito um botão, provavelmente não acionará ação alguma e servirá apenas para a autenticação das digitais. Vários sensores agora também estilizam o visual frontal do Moto Z e do Moto Z Force.

Os novos smartphones da Lenovo também poderão ser customizados através do Moto Maker, sistema online para personalizar os aparelhos da marca. Assim, podemos assumir que ainda mais "módulos" poderão ser adicionados ao Moto Z e ao Moto Z Force, mesmo que eles apenas mudem o visual do dispositivo.

Tela

O display dos novos smartphones da Motorola terão 5,5 polegadas, oferecendo uma resolução QHD (2560x1440 pixels). O resultado disso é uma densidade de 535 ppi. No caso do Moto Z Force, há um diferencial importante: o modelo herdou a característica do Moto X Force e possui uma tela que é à prova de trincas – tecnologia Moto ShatterShield. Portanto, não importa quantas vezes esse aparelho caia no chão: a tela não vai quebrar.

O Moto Z Force herdou a característica do Moto X Force e possui uma tela que é à prova de trincas

Poder de fogo

Sem grandes surpresas, o Moto Z e o Moto Z Force virão equipados com o Snapdragon 820, o chipset mais poderoso da Qualcomm atualmente. Junto com os 4 GB de memória RAM, os smartphones devem chegar oferecendo poder de fogo de sobra para os consumidores. Portanto, não há com o que se preocupar com relação ao desempenho desses aparelhos.

Eles também terão suporte ao USB Tipo-C, avançando para um novo padrão da indústria já adotado por algumas fabricantes. Graças ao chipset da Qualcomm, o Moto Z e o Moto Z Force também terão suporte ao carregamento Turbo, o que deve oferecer uma autonomia de várias horas com apenas alguns minutos conectado à tomada.

Moto Z

Câmera e bateria: as diferenças

Aqui estão as duas principais diferenças entre o Moto Z e o Moto Z Force.

Moto Z

  • Câmera traseira: 13 MP com abertura de ƒ/1.8
  • Bateria: 2.600 mAh

Moto Z Force

  • Câmera traseira: 21 MP com abertura de ƒ/1.8
  • Bateria: 3.500 mAh

O Moto Z Force é consideravelmente melhor que o seu irmão quando levamos em conta essas características. É lógico que tudo pode mudar com a entrada dos módulos nesse esquema, já que tanto a câmera quanto a bateria podem sofrer alterações com a adição de novos componentes.

Preço e disponibilidade

Durante a apresentação desses smartphones, a Lenovo não revelou quando os aparelhos chegarão aqui no Brasil. Infelizmente, também não descobrimos quanto eles custarão, mas o Moto Z e o Moto Z Force devem estar disponíveis nos mercados asiático, europeu e norte-americano a partir de setembro.

Cupons de desconto TecMundo: