Metrô e CPTM devolveram R$ 70 mil em itens perdidos por passageiros em 2018

1 min de leitura
Imagem de: Metrô e CPTM devolveram R$ 70 mil em itens perdidos por passageiros em 2018
Avatar do autor

Smartphones, drones, tablets, computadores, carteiras e dinheiro. Os itens perdidos no metrô e três da CPTM de São Paulo, normalmente, vão parar no setor de Achados e Perdidos — e uma reportagem da Globo mostrou como funciona quando um objeto vai parar no local.

Entre os itens que são mais perdidos, estão os celulares, que chegam aos montes durante o ano. O processo para devolução é o mesmo de outros itens: os funcionários do setor buscam qualquer informação do dono e, então, entram em contato. Pessoas que perderam itens também podem acessar o site do metrô que oferece maneiras de entrar em contato e procurar algo que foi perdido.

Só em 2018, R$ 70 mil encontrados nas plataformas do metrô e CPTM foram devolvidos aos donos — normalmente em carteiras com mais informações, fica mais fácil devolver o dinheiro. Sérgio de Carvalho Júnior, gerente de comunicação da CPTM, afirmou que o dinheiro sem dono vai parar no Fundo de Solidariedade Social.

metroAchados e Perdidos

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Metrô e CPTM devolveram R$ 70 mil em itens perdidos por passageiros em 2018